Cassilândia, Domingo, 26 de Março de 2017

Últimas Notícias

10/12/2004 13:01

Aposentado topa pagar mais; servidora da ativa diz não

Marta Ferreira / Campo Grande News

O especialista em educação Izequias Ponciano dos Santos, 69 anos, trabalhou na rede estadual de educação de Mato Grosso do Sul, desde 1970. Este ano se aposentou. Hoje, paga R$ 64,54 de contribuição para ter atendimento médico pela Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado). Izequias aceita a proposta de dobrar a contribuição à Caixa, se ela for para "melhorar o atendimento”. Diz que hoje, muitos médicos não atendem pela Cassems, o que faz com que parte dos servidores opte por outros planos, com cobertura maior. O aposentado diz que ele mesmo já está se vendo na necessidade de procurar um plano que tenha um maior número de profissionais e por isso aceita pagar mais, para ter um atendimento melhor.
Na contramão do pensamento de Izequias, a professora Maria Ildonei, 57 anos, representante de base da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) diz não categoricamente à ampliação do percentual a ser descontado dos servidores para manter a Cassems. Com as contas do quanto custaria o aumento nas mãos, ela diz que deveria formas de viabilizar a Cassems sem penalizar o usuário. Maria Ildonei diz que hoje tem descontados R$ 23,52 do salário. Se a contribuição dobrar, passaria a pagar R$ 47,63. Com o aumento para os servidores, previsto em 7% para a categoria dela, esse montante, no próximo ano, chegaria a R$ 56,76. É muito, segundo Maria Ildonei. De acordo com ela, uma das forma seria a Caixa de assistência economizar. “Com viagens por exemplo”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 25 de Março de 2017
21:10
Cassilândia
15:01
Curiosidade
10:00
Receita do dia
06:20
Loterias
06:18
Loterias
Sexta, 24 de Março de 2017
23:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)