Cassilândia, Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

12/11/2003 15:31

Aposentado deve consultar atualização de dados

Ana Paula Marra/ABr

Antes de ir às agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para fazer o recadastramento espontâneo, os aposentados e pensionistas com mais de 90 anos ou mais de 30 anos de recebimento de benefícios, devem primeiro consultar a necessidade da atualização dos dados cadastrais. A consulta deve ser feita pela internet no endereço www.previdenciasocial.gov.br ou pelo telefone do Prevfone 0800780191.

A sugestão visa evitar congestionamento nas unidades do órgão, uma das principais preocupações do Ministério da Previdência Social. Segundo já explicou o diretor de Benefícios do INSS, Benedito Brunca, a necessidade de se fazer o recadastramento não foi anunciada anteriormente ao bloqueio de benefícios para evitar lotação nas agências.

Por meio da página eletrônica, o beneficiário deve clicar no link “recadastramento”, localizado no canto inferior esquerdo da tela e informar o número do benefício.
Preenchidos os campos, será dada uma resposta automática informando se é necessário ou não o recadastramento. Se sim, será indicada a agência da Previdência a ser procurada.

Quem preferir telefonar para consultar se deve ou não fazer o recadastramento, o serviço é gratuito. Por meio do Prevfone, parentes, vizinhos, amigos ou procuradores poderão, também, solicitar o agendamento da visita de um servidor ao local onde esteja o beneficiário incapacitado de ir a uma agência do INSS. Depois do contato, as informações serão encaminhadas a uma agência do instituto, que ficará encarregada de contactar o idoso para agendar a visita. Para isso, deverão ser fornecidos o nome completo do beneficiário, sua data de nascimento, endereço, número do benefício, código/nome da agência mantenedora, nome do interlocutor e telefone para contato.

Dos 105.892 benefícios selecionados para bloqueio na semana passada, até ontem apenas 8.689 já foram recadastrados (300 em domicílios). Desse total, foram registrados 46 benefícios com indícios de irregularidades. O INSS estima que cerca de 20,7 mil benefícios sejam pagos a aposentados e pensionistas já falecidos. O volume gasto com esses pagamentos indevidos chega a R$ 6,7 milhões mensais.

As regras para o recadastramento formal ainda não foram divulgadas pelo Ministério da Previdência. Por enquanto, o recadastramento dos segurados é espontâneo, o que não implica em bloqueio no pagamento. As regras oficiais devem ser informadas apenas em janeiro do próximo ano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 30 de Setembro de 2020
Terça, 29 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Segunda, 28 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)