Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/09/2013 20:17

Após problemas com a Justiça, Telexfree pede recuperação judicial

Bruna Girotto

A Telexfree entrou com pedido de recuperação judicial na última quinta-feira (19), informou a empresa por meio de sua página numa rede social. O objetivo, segundo o comunicado oficial, é proteger a empresa e os divulgadores, como são chamados os seus cerca de 1 milhão de associados.

Caso seja deferida pelo juiz, entretanto, a medida suspende por 180 dias todas as cobranças de que a empresa é alvo.

Além disso, numa recuperação judicial os credores – inclusive os divulgadores – provavelmente teriam de aceitar descontos nas dívidas, e um prolongamento do prazo de pagamento, lembra a advogada Ana Luisa Porto Borges, do Peixoto e Cury Advogados Associados.

"Sendo aprovada [ a recuperação judicial ], todo divulgador, o que ele tem tem no saldo, no seu backoffice [ como é chamada a conta de cada associado na empresa ], o divulgador vai receber, tá ok? De acordo com o plano apresentado na Justiça", afirmou Costa, em vídeo divulgado nesta sexta-feira (20) na página da empresa em uma rede social.

Segundo Costa, a empresa apresentará o plano de recuperação antes do prazo máximo de 60 dias a que tem direito.

"Iremos abreviar no que for possível para a empresa todos os prazos da recuperação judicial."

Acusada de ser uma pirâmide financeira, a Telexfree está com as atividades e as contas bloqueadas desde o dia 18 de junho , a pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC). Segundo Costa, esse foi um dos motivos para que a empresa pedisse recuperação judicial.

Os representantes da Telexfree sempre negaram irregularidades, e afirmam que a empresa pratica marketing multinível, um modelo de varejo legal em que revendedores autônomos ganham bônus por atrair mais revendedores para a rede. O produto comercializado é um pacote de minutos de telefonia por internet (VoIP, na sigla em inglês) que é considerado clandestino pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) .

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)