Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/05/2014 13:12

Após levar calote de empresa "falida", ex-funcionário é preso ao furtá-la

Campo Grande News

Um ex-funcionário da empresa Filizola foi preso na madrugada de hoje (3) depois de tentar furtar objetos na sede da empresa, que fica na avenida Costa e Silva, na Vila Progresso, em Campo Grande.

De acordo com a Polícia, acompanhado da mulher, o funcionário entrou no local usando uma chave que ainda tinha da empresa. No momento em que saia do prédio com vários objetos, ele e a mulher foram flagrados por policiais militares.

O casal foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

Na delegacia, o trabalhador justificou o roubo afirmando que ainda não recebeu o dinheiro que a empresa ainda lhe deve e está passando por problemas financeiros.

O funcionário está entre os 60 que foram demitidos pela Filizola, empres que fabricava balanças, no ano passado. Segundo o diretor do STIMMME/MS (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e Materiais Elétricos), Alberto Sebastião Alvarenga, a situação dos ex-funcionários da empresa é critica.

De acordo com o sindicalista, a empresa até agora não deu baixa na carteira, não pagou a recisão e muito menos depositou o FGTS dos trabalhadores. “Em dezembro teve uma audiência no Ministério do trabalho para resolver a situação, mas a empresa se quer mandou um representante”, relatou.

O ex-funcionário e a mulher continuam presos na delegacia já que para o crime de furto não cabe fiança. A família do casal já contratou um advogado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)