Cassilândia, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

03/05/2014 13:12

Após levar calote de empresa "falida", ex-funcionário é preso ao furtá-la

Campo Grande News

Um ex-funcionário da empresa Filizola foi preso na madrugada de hoje (3) depois de tentar furtar objetos na sede da empresa, que fica na avenida Costa e Silva, na Vila Progresso, em Campo Grande.

De acordo com a Polícia, acompanhado da mulher, o funcionário entrou no local usando uma chave que ainda tinha da empresa. No momento em que saia do prédio com vários objetos, ele e a mulher foram flagrados por policiais militares.

O casal foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

Na delegacia, o trabalhador justificou o roubo afirmando que ainda não recebeu o dinheiro que a empresa ainda lhe deve e está passando por problemas financeiros.

O funcionário está entre os 60 que foram demitidos pela Filizola, empres que fabricava balanças, no ano passado. Segundo o diretor do STIMMME/MS (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e Materiais Elétricos), Alberto Sebastião Alvarenga, a situação dos ex-funcionários da empresa é critica.

De acordo com o sindicalista, a empresa até agora não deu baixa na carteira, não pagou a recisão e muito menos depositou o FGTS dos trabalhadores. “Em dezembro teve uma audiência no Ministério do trabalho para resolver a situação, mas a empresa se quer mandou um representante”, relatou.

O ex-funcionário e a mulher continuam presos na delegacia já que para o crime de furto não cabe fiança. A família do casal já contratou um advogado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Agosto de 2017
21:03
Cassilândia
06:11
Inocência, Alcinópolis, Figueirão e Paraiso das Àguas
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)