Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/01/2016 14:45

Aos 61 anos, Zé decidiu que não iria morrer e começou de novo, contra o vício

Campo Grande News
O violão ainda é parceiro ao menos uma vez por mês (Foto: Marcos Ermínio)O violão ainda é parceiro ao menos uma vez por mês (Foto: Marcos Ermínio)

Os dedos ainda são ágeis no violão e o timbre da voz parece ainda melhor. O chapéu recai perfeitamente ao terno alinhado e escuro. Tudo continua igual, menos o bluesman, esse mudou. Zé Pretim decidiu há cinco meses que não iria mais morrer. Contra todas as expectativas e aos 61 anos se internou em uma clínica de reabilitação com o propósito de deixar o álcool e as drogas para trás.

Ao todo são nove meses de tratamento, que ele cumpriu mais da metade. A carreira que cambaleava há muito tempo foi deixada de lado de vez. Apenas nos dias de visita, na clínica Cadri, em Campo Grande, que ele se aproxima de um violão para tocar um hino de louvor ou um blues das antigas.

Em entrevista ao Lado B, ainda internado, Zé Pretim, tem apenas um sonho para 2016. "Eu espero e tenho certeza que vou terminar meu tratamento e tocar lindamente por esse país", diz, confiante.

Há mais de 20 anos dependente químico, o músico confessa que nos últimos tempos só desejava morrer. "Eu queria morrer, mas não com um tiro ou coisa assim. Eu pensei vou usar droga e beber até morrer", relata.

Mesmo assim, uma vez, Zé disse que "louco" pensou em tacar fogo na casa, já sem água e condições de higiene. "Foi um tempo em que eu olhava para mim e não estava conseguindo me enxergar como gente, até pensei um dia muito doido em casa, acho que não estou valendo mais nada. Vou tacar fogo na casa. Mas, Deus não deixou eu fazer isso. Pensei, fumando cigarro que estava na hora de acabar com tudo isso", relembra.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)