Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/06/2005 12:52

Anvisa barra venda de remédios baratos, diz deputado

Jacqueline Lopes / Campo Grande News
AL/MSAL/MS

O deputado estadual Sérgio Assis (sem partido) afirmou, na abertura da audiência pública para debater a resolução 031/05 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que a regulamentação acaba com a venda de remédio 50% mais barato. "Os pobres serão os mais prejudicados". "Concordo com a regulamentação, mas não com a proposta da Anvisa", afirmou, segundo informações da assessoria da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Assis disse ainda que disse que será tirada uma comissão para participar da audiência na Câmara dos Deputados, prevista para 16 de junho em Brasília (DF).
Em Mato Grosso do Sul, são 62 farmácias de manipulação gera cerca de 1,1 mil empregos diretos no Estado, sendo 90 de farmacêuticos. A afirmação foi feita durante a audiência pública sobre a resolução 31/05, da Anvisa, que regulamenta a atividade no País.
O deputado arrematou dizendo que ao ampliar a área da regulamentação, a Anvisa tem interesse comercial no setor. "Essa regulamentação põe 40 mil empregos em risco", disse o deputado.
A audiência tem faixas contra a resolução da Anvisa, como a "Campanha de mobilização a favor das farmácias de manipulação - Diga não a consulta pública 31". Assis disse que a mobilização tem o apoio da maior parte da bancada federal de Mato Grosso do Sul.
O vice-presidente nacional da Anfarmag (Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais), Ademir Valério da Silva, defendeu a regulamentação do setor, mas manifestou-se contra a resolução 031/05, da Anvisa. Ainda conforme a assessoria do Legislativo, o assunto será o tema principal do encontro nacional das farmácias de manipulação, que acontecerá dia 10 em Goiânia.
Ele disse que a Anfarmag recorrerá à Justiça caso a resolução entre em vigor. "Se a decisão for publicada, o Poder Judiciário não vai falatar", afirmou, ressaltando que a entidade vem tentando mudar os pontos polêmicos na parte administrativa. A associação vem tentando apresentar uma proposta alternativa à feita pela Anvisa. "Precisamos de sustentação técnica e política", afirmou, durante participação na audiência pública sobre a resolução 31 na Assembléia Legislativa, que começou por volta das 9h de hoje.
Ele explicou que o setor é regulamentado hoje pela RDC 33. A proposta da Anfarmag quer definir critérios de regulamentação sanitária com base nos critérios do ISO de qualidade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)