Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/07/2006 15:48

Anvisa analisa pedidos para venda de remédio fracionado

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) está analisando o pedido de cinco laboratórios para o registro de venda de medicamentos fracionáveis. A informação é do assessor da presidência da Agência, Gustavo Trindade. Ele acrescentou que outros quatro laboratórios já têm capacidade de oferecer esses medicamentos ao mercado.


Trindade esclareceu que a decisão sobre a venda do medicamento fracionado cabe ao laboratório. “Esta é uma questão de mercado. O que a Anvisa está fazendo é participar de seminários e elaborar cartilhas para os estabelecimentos, consumidores e profissionais prescritores para orientar, porque ainda existam muitas dúvidas”, informou em entrevista ao Programa Notícias da Manhã, da Rádio Nacional.


Segundo o assessor, até agora, cerca de 50 medicamentos em mais de 100 apresentações estão registrados na agência. Isto significa que os laboratórios já podem produzir e vender os remédios. “No caso dos fracionados há uma adequação da embalagem para que os medicamentos possam ser oferecidos ao consumidor em quantidades individualizadas de forma segura. Para que este medicamento fracionado seja comercializado é preciso que ele esteja acondicionado em uma embalagem especialmente desenvolvida. Por isso, é preciso registrar essa embalagem antes de colocar o medicamento no mercado”, explicou.


De acordo com o assessor, outra informação importante para o consumidor é que o medicamento pode ir para a farmácia em caixas com um número maior de unidades e ser vendido de forma fracionada pelo vendedor conforme está prescrito na receita médica, mas neste caso ele dever ter o cuidado de exigir a bula do medicamento.


“Em cada uma das unidades haverá informações de segurança como prazo de validade, identificação do lote, número de registro, para que no caso de algum problema com o medicamento ele possa ser rastreado. As informações complementares sobre a situações adversas e informações de uso, todas as que o consumidor tem direito de obter do fabricante, estarão contidas na bula do medicamento. Por isso, consta em cada embalagem a expressão Exija a sua bula”, disse.


Somente os medicamentos de controle especial, de tarja preta, estão excluídos da venda fracionada, todos os outros podem ser vendidos em doses separadas, conforme escolha dos laboratórios. “Temos entre as classes terapêuticas, expectorantes, fitoterápicos compostos, antibióticos, anti-hipertensivos e anti-ulcerosos que precisam de receita médica, e os isentos de prescrição”, informou.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)