Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/03/2006 22:43

ANS esclarece operadoras de planos sobre registro; leia

Irene Lôbo/ABr

Até amanhã (31), a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) promove oficina de trabalho com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre regulação e atualizar as operadoras de planos privados de assistência à saúde. Atualmente, 144 dessas operadoras estão com o registro suspenso por não terem apresentado, até o dia 23 de dezembro, a documentação exigida pela ANS.

De acordo com Luiz Fernando Moreira, consultor jurídico da União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde (Unidas), as operadoras têm enfrentado dificuldades para se adaptar à lei 9656/98, que instituiu novas regras para os planos de saúde. Ele cita as regras para a obtenção do registro permanente de funcionamento, o registro de produtos e a questão da qualificação das operadoras.

Moreira explica que os planos de autogestão, cerca de 160 filiados à Unidas, resistem a apresentar certas comprovações porque entendem que, como não têm finalidade lucrativa, nesse tipo de plano os próprios associados assumiriam os riscos das operações. "A autogestão sempre viveu nesse mercado e ela mesma sempre buscou alternativas. Nós não temos conhecimento de autogestão que tenha deixado os seus beneficiados numa situação difícil", afirma.

Uma das exigências para a obtenção do registro definitivo é a comprovação de viabilidade financeira para cobrir as despesas dos associados. Na opinião do diretor de Normas e Habilitação da ANS, Alfredo Cardoso, as operadoras devem comprovar que têm condições econômicas de arcar com possíveis despesas para garantirem um mínimo de segurança aos prestadores de serviço e aos beneficiários.

"Essas exigências mínimas vão dar mais segurança ao mercado, visto que está sendo feita uma análise detalhada com relação à questão cadastral, à questão econômico-financeira e à questão assistencial de cada operadora", afirma Cardoso.

De acordo com a ANS, atualmente 1.680 operadoras estão autorizadas a funcionar no mercado de saúde suplementar. São 36 milhões de contratos médico-hospitalares e 6 milhões de contratos exclusivamente odontológicos. No total, essas operadoras atendem a cerca de 20% da população brasileira.

Para verificar se algum plano de saúde está legalmente habilitado pela ANS, basta conferir no endereço eletrônico www.ans.gov.br ou ligar para 0800 70 19656.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)