Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/01/2008 14:30

Ano-Novo: mortes nas estradas do País caem à metade

Agência Brasil

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou queda de 49,5% no número de mortes, de 31,7% no de feridos e de 32% no total de acidentes nas estradas federais brasileiras durante o feriado de ano-novo, em comparação com o de Natal.

Na Operação Ano-Novo, realizada de 28 de dezembro a 1º de janeiro, foram registrados 1.738 acidentes, com 1.276 feridos e 99 mortes. No Natal (21 a 25 de dezembro), houve 2.562 acidentes, que deixaram 1.870 feridos e 196 mortos.

Nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul ocorreram 30 acidentes, número três vezes superior ao registrado em 2006. No período houve cinco mortes. Quanto ao número de feridos, foram 28 pessoas, em 2006 foram oito.

Em todo o Brasil, no feriado anterior de ano-novo, que teve um dia a menos, ocorreram 1.529 acidentes, com 1.181 feridos e 94 mortes.

Segundo a PRF, a redução no número de acidentes, de feridos e de mortes é resultado da fiscalização ostensiva, acompanhada de monitoramento aéreo, escalas especiais e do uso de radares e bafômetros. Para o inspetor Alvarez Simões, coordenador de controle operacional da PRF, a “operação de guerra” realizada no ano-novo foi a responsável pela queda no número de acidentes e de mortes.

“Foi o maior rigor na fiscalização que barrou a sanha suicida e assassina do motorista que não respeita as regras”, afirma. No feriado de ano-novo, mais de 100 mil veículos foram abordados e cerca de 22 mil multas foram aplicadas.

Para Simões, não é possível falar ainda em uma conscientização dos motoristas brasileiros. “Se houvesse conscientização, as autuações não teriam crescido tanto”, afirma, lembrando que as autuações in loco aumentaram em torno de 20% e as autuações eletrônicas praticamente dobraram em relação ao Natal.

Simões lembra também que o esforço dos policiais rodoviários foi fundamental. “O policial que tem obrigação legal de trabalhar 40 horas por semana trabalhou 70, 80, em turnos dobrados para que chegássemos a uma maior fiscalização, e isso ocorreu.”

Os Estados com maior número de acidentes foram Minas Gerais (234), Santa Catarina e Rio Grande do Sul (190), Rio de Janeiro (184), São Paulo (123) e Bahia (106). Já os estados que tiveram mais mortes foram Minas Gerais (14), Goiás (9), Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Maranhão (8 em cada), e Espírito Santo (7).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)