Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/07/2013 16:44

André resolve não substituir Beatriz Dobashi e adjunto será o interino

Zemil Rocha, Campo Grande News

O governador André Puccinelli não tem a intenção de nomear um substituto para Beatriz Dobashi na Secretaria Estadual de Saúde (SES). “Não terá ninguém no lugar dela. O adjunto é que vai ficar respondendo pela pasta”, informou o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Jerson Domingos (PMDB), após conversar hoje com Puccinelli. "Pelo menos essa é a intenção por enquanto", ressalvou.

Nomeado há cerca de um mês, o odontólogo Antônio Lastoria é o atual secretário-adjunto de Saúde do Estado, tendo substiuído Eugênio Martins Barros. Embora a orientação política seja que Lastória responda pela pasta interinamente, não chegou ainda à SES nenhuma orientação do governador nesse sentido.

Ele se disligou recentemente da Junta Interventora que administrava a Santa Casa de Campo Grande, com a devolução do hospital ao poder da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande).

Hoje saiu publicado no Diário Oficial do Estado a exoneração de Beatriz Dobashi do cargo de secretária estadual de Saúde. A saída ocorre depois que foi divulgada uma gravação telefônica em que Dobashi aparece apontando as dificuldades para os hospitais públicos receberem o acelerador linear para tratamento de doentes com câncer e tentando ajudar o Hospital do Câncer Alfredo Abrão a ficar com o aparelho disponibilizado pelo Ministério da Saúde para Mato Grosso do Sul.

Na conversa com o governador, o deputado Jerson Domingos diz ter percebido que o chefe do Executivo estadual estava “bastante entristecido” com a saída de Beatriz, que atua junto com ele há mais de 15 anos, desde a época em que foi prefeito de Campo Grande.

“O governador acha que quem conhece a Bia, como ela é chamada por nós, sabe que foi uma atitude de injustiça para com ela”, disse Jerson. “Sua atuação foi em questões que são administrativas, para atender a todos os hospitais. Interpretarão com o se fosse para beneficiar alguém”, lamentou o parlamentar.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)