Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/03/2013 13:40

Andarilho incendiou 19 veículos para se vingar de comerciantes

Campo Grande News/ Mariana Lopes

O morador de rua preso no último sábado (16), Estevão de Oliveira Alves, 32 anos, confessou à polícia que incendiou os veículos para se vingar dos proprietários das lojas onde ele costumava dormir. No total, desde a quarta-feira da semana passada, quando começaram os atentados, foram 19 veículos danificados em Campo Grande, segundo o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini.

A Polícia descarta qualquer envolvimento de uma facção criminosa surgida nos presídios de São Paulo com os ataques a veículos registrados desde a madrugada de quarta-feira na região central e áreas nobres de Campo Grande. O envolvimento de um policial mililtar também foi totalmente descartado.

De acordo com o secretário, 95% das provas apontam que o morador de rua é o autor de todos os atentados. “Ele não assumiu as tentativas do começo da semana, por isso precisamos de mais provas materiais para ter 100% de certeza”, afirmou Jacini.

Em depoimento, Estevão afirmou à polícia que ele estava revoltado com os comerciantes que sempre o enxotavam dos locais onde escolhia para se abrigar. Por outro lado, os proprietários das lojas onde o andarilho costumava dormir reclamavam que ele fazia as necessidades fisiológicas nas calçadas dos imóveis.

Estevão confessou ter queimado 7 veículos, sendo duas Hilux, uma Montana, um Gol, a camionete que vendia frutas na Praça das Araras e dois caminhões tipo munk, todos na região central de Campo Grande. Ele veio de Ponta Porã e será indiciado pelos incêndios criminosos.

O andarilho já tinha passagens pela Polícia por ameaça e perturbação ao sossego alheio. Ele foi detido na rua General Sampaio, na Vila Planalto, depois de incendiar dois caminhões em uma empresa de engenharia no mesmo bairro e levado ao Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros).

Com isso, o secretário de Justiça e Segurança Pública descarta totalmente a relação dos atentados com facção criminosa e destaca que foi ação de aproveitador. Em depoimento, o andarilho também admitiu que começou com a onda de ataques depois que viu a repercussão dos ataques em São Paulo e Santa Catarina.

Interior - Segundo Jacini, os atentados de Sidrolândia, Terenos e Três Lagoas ainda estão sendo investigados para esclarecer se há ligação com os crimes ocorridos em Campo Grande. A perícia junta dados sobre os fatos para saber se o modus operandi é o mesmo.

Na noite de ontem, foi incendiado um Monza que estava estacionado na rua rua Irmãos Cameschi, no bairro Parque São Carlos, em Três Lagoas. As chamas destruíram completamente o veículo e os moradores na região disseram à Polícia que não ouviram nada suspeito e também não viram nenhuma movimentação no local.

No sábado à noite, um Uno foi encontrado incendiado em uma ribanceira às margens da BR-262, no município de Terenos. O proprietário do veículo ainda não foi localizado. Segundo o serectário, a suspeita é de que o incêndio tenha sido acidental.

Com isso, as polícias Civil e Militar retomam a rotina, porém, o secretário afirma que o trabalho de inteligência continua em cima da atuação de facções criminosas no Estado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)