Cassilândia, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

Últimas Notícias

19/08/2014 16:00

Anatel quer orelhões mais atrativos e aparelhos poderão oferecer ligações gratui

Correio do Estado

Com o advento e a popularização dos aparelhos celulares, bem como a disseminação das redes sociais para efeito de comunicação, os orelhões passaram a ser desprezados. Para tentar mudar essa realidade e fazer com que os telefones públicos sejam mais atrativos aos usuários, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou um regulamento para o uso dos orelhões. A partir de agora, as concessionárias de telefonia terão que usar a criatividade para oferecer outros serviços, além das ligações de voz.

Segundo a Anatel, atualmente existem mais de 850 mil telefones públicos espalhados pelo Brasil. Em Mato Grosso do Sul, esse serviço é prestado pela empresa Oi e existem 10,5 mil telefones públicos, sendo 3.311 instalados somente em Campo Grande. Questionada sobre quais novos serviços passará a oferecer aos usuários do Estado, a empresa respondeu por meio da assessoria de imprensa que “dentre as iniciativas em andamento, está a gratuidade de ligações de orelhões para fixos da Oi. O projeto está em fase de testes para posterior implantação nos demais estados do País, incluindo Mato Grosso do Sul”. A implementação, porém, não tem previsão para ser concluída.

Regulamento
Segundo a gerente de Universalização e Ampliação do Acesso, da Anatel, Carla Rezende, o objetivo é fomentar a utilização dos orelhões, tendo em vista que atualmente, mais de 60% dos telefones públicos fazem no máximo duas chamadas por mês. O regulamento foi simplificado para dar abertura para que as concessionárias implementem novas funcionalidades básicas. Carla Rezende explicou que num primeiro momento imagina-se que os novos serviços sejam interessantes, além de atrativos aos usuários. A gerente citou que uma das possibilidades é a de os orelhões se tornarem hotspots de internet, dando acesso direto ou por meio da radiofrequência.

Já o pagamento da chamada, que atualmente é feito pelo cartão indutivo, poderá ser também com o cartão pré-pago (semelhante ao do celular), cartão de crédito ou por outro meio que a empresa escolha oferecer ao usuário. Outra sugestão de serviço é através da publicidade, que poderá ser oferecida de duas formas: ou na campânula do orelhão, que é aquela forma física do telefone, ou por chamadas patrocinadas. “O usuário poderá escolher se ele quer ouvir qualquer tipo de publicidade que a concessionária colocar antes da chamada e terá, no mínimo, um minuto de ligação gratuita. Será também um benefício para o usuário porque escutando a publicidade, ele deixará de pagar um pedaço da chamada”, explicou a gerente Carla.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)