Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/10/2009 10:10

Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso

RACIOCÍNIO é simples. Aumentando o valor das custas, aumenta-se a procura pela Justiça Gratuita e sem meios para agilizar, a demora dos processos será maior. Moral da história: sem dinheiro como demandar na Justiça?

MARCIO MORAES Conversei com ele. Como Juiz Federal condenou a União pela morte do jornalista Wladmir Herzog nos porões da Ditadura. Hoje integra o TRF-3ª. Região sediada em São Paulo. É gente simples.

O MAGISTRADO lembra que há uma guerra contínua e perigosa entre o Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal. A disputa pelo poder e deságua em injustiças ou arbitrariedades nem sempre reparadas.

MARCIO condenou operações cinematográficas da PF que crucificam pessoas, que só depois de muito tempo, têm a chance de provar a inocência. Aí os estragos morais/econômicos são irrecuperáveis.

CASO da recente absolvição unânime – pelo STJ - do juiz federal Neri da Cosa Jr. alvo da Operação Têmis da PF (2007), junto com os desembargadores Roberto Hadad e Alda Bastos, todos do TRF- da 3ª. Região.

ELEIÇÕES 2010 Serra tem luz própria como mostrou a última pesquisa. Independe de Aécio que tentará o Senado e se eleito presidirá a Casa. Ele não tem para onde correr: é jovem e sabe: tem uma vida inteira pela frente.

CIRO Só tem gogó! Sem atrair partidos não terá como lançar candidato a governador em 4 Estados e assim não terá tempo de TV. Como arrumar R$100 milhões, no mínimo, para começar uma campanha presidencial?

DILMA Emplaca? Lula convencerá que ela é uma boa gestora? Qual é mesmo seu currículo? Vence os preconceitos naturais contra a mulher, supera de vez a doença, melhora a imagem e aquela pose arrogante?

CONCLUSÕES: “Eu acho o PT a maior decepção que o Brasil já teve”; do Juca de Oliveira. “O Lulismo é uma regressão política, a vanguarda do atraso e o atraso da vanguarda”; do sociólogo Francisco de Oliveira.

1-MUDANÇAS Na época das vacas magras o PT vendia bonés e camisetas para angariar recursos. Agora, vende convites de R$500,00 cada para jantar. Prova inequívoca: “companheiros” melhoraram o padrão de vida.

2-MUDANÇAS Quem mora no “Cachoeira”, não tem saudades da “Moreninha”. O poder possibilitou a fabulosa oportunidade de conquista social da cumpanheirada. Isso
talvez explique essa vontade de voltar ao poder.

PERIGO! Deputado Paulo Teixeira (PT-SP), propõe legalizar a maconha para uso próprio e o seu cultivo com acompanhamento médico. Quer evitar que o viciado tenha contacto com o traficante. País da piada pronta!



SARNEY Cara de Pau. Sua fundação só serve para cultuar sua vaidade e torrar dinheiro público e de terceiros. As irregularidades não serão punidas, é claro! Mais que recursos financeiros, faltam recursos morais na sua entidade.

A PESQUISA da CNT sobre as rodovias retratou a realidade, nua/crua? Será que esse pessoal andou pelo Brasil afora ou ouviu apenas quem usa rodovias privatizadas? Esses números têm cheiro de campanha eleitoral.

DAGOBERTO denunciado pelo MPE que quer a devolução de R$97.671,54 gastos em 2005 no suplemento “Caderno da Produção”, por ter feito promoção pessoal quando era Secretário e candidato a deputado federal.

OSCAR RAMOS GASPAR, Secretário de Comunicação no Governo Zeca, também denunciado por autorizar o gasto. O leitor, incrédulo com tanta impunidade, imagina: mais um caso que terminará na pizzaria da justiça?

LEILÃO? É o velho filme: em ano véspera de eleições, dirigentes partidários fazem aquele jogo de suspense sobre quem apoiar. Neste rol figura também o conhecido PP, cujo DNA é conhecido. Quem dá mais leva?

TRAMPOLIM: Bacha (Iagro), Giroto (S. Obras), Tânia Garib (A.Social), Tereza Cristina (S.Produção), Nilene Badeca(Educação) e Marcio Monteiro (Meio Ambiente), deixando cargos para disputar eleições em 2010.

PERDAS & GANHOS O antigo campo do Comercial, na Av. Bandeirantes, dando lugar a um shopping. Fruto de dois fatores: incompetência de dirigentes esportivos e a mudança de hábitos comerciais da cidade grande.

EVOLUÇÃO Lojistas da capital preocupados com o nível de satisfação do cliente. Os vendedores, na maioria, não conseguem convencer para vender mais. A sorte deles é que o cliente vem mesmo disposto a comprar.

O COMERCIÁRIO precisa preparar-se para seduzir o cliente, mas sem ser chato. Precisa conhecer o produto que vende. Exemplo, como vender um aparelho de fax se não consegue explicar seu funcionamento?

A REITORA da UFMS está devendo uma explicação: O valor que será pago para a realização da mega festa jovem no Morenão, compensará os estragos previsíveis? Em tempos de transparência, a explicação é saudável.














O Cassilândianews não se responsabiliza por artigos e opiniões com autoria.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)