Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/05/2014 15:55

American Airlines é condenada a pagar R$ 1 mi por usar detector de mentiras

Uol

A Segunda Turma do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 10ª Região (DF e TO) condenou a American Airlines a pagar indenização por danos morais coletivos no valor de R$ 1 milhão por submeter funcionários ao polígrafo (detector de mentiras). Cabe recurso no Tribunal Superior do Trabalho.

Contatada, a empresa aérea informou que não comenta questões legais.

No processo, ficou comprovado que a American Airlines utilizava o equipamento para testes em empregados ou candidatos a vagas de emprego de áreas consideradas capazes de comprometer a segurança da atividade, como embarque e desembarque de cargas ou passageiros, em todo o país.

O MPT (Ministério Público do Trabalho), autor da ação civil pública ajuizada na 1ª Vara do Trabalho de Brasília, argumentou que as perguntas formuladas invadiam a intimidade dos trabalhadores. A sentença de primeira instância considerou o procedimento como legal.

O caso chegou ao TRT por meio de recurso do MPT. Para o desembargador João Amílcar, relator do caso no regional, o polígrafo é falível e tem potencial para se tornar elemento de discriminação.

Ele considerou que a conduta da American Airlines viola o direito fundamental da dignidade das pessoas, o da intimidade e, em especial, o do livre acesso ao emprego e à subsistência digna.

"As perguntas formuladas aos candidatos invadem a sua esfera íntima, pois tratam de questões como a internação em hospitais, o consumo de álcool ou drogas, antecedentes criminais e até mesmo indagações sobre a honestidade, o que não se me afigura admissível."

Com a decisão, a empresa área fica proibida de realizar o teste do polígrafo e deve, ainda, divulgar a proibição da utilização do equipamento em suas instalações por meio de comunicativo interno.

A empresa tem 30 dias para cumprir todas as medidas impostas. Em caso de descumprimento, será multada em R$ 10 mil por evento.

A indenização de R$ 1 milhão deverá ser depositada em juízo e gerida conjuntamente com o MPT, para que seja revertida em instituições beneficentes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)