Cassilândia, Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

14/07/2004 16:34

Aluno rico tem 30 pontos acima do pobre no Enem

Dourados News

Inep mostra o peso da renda e do acesso a produtos culturais e de informação no desempenho dos alunos.

Estudantes de famílias de alta renda tiveram desempenho mais de 70% superior a alunos carentes no último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Esta é a primeira vez que é quantificada a diferença em notas de acordo com classes sociais no Enem. Trinta pontos separaram os jovens cujas famílias vivem com até um salário mínimo daqueles cuja renda supera 50 salários.

O estudo foi realizado pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), do Ministério da Educação, e preparou uma escala de 0 a 100 para o desempenho dos alunos, apesar de o Enem ter 63 questões. Os dados foram cruzados com o questionário socioeconômico respondido pelos participantes. Estudantes cujas famílias têm bens como computador, internet e TV por assinatura tiveram média de 63 pontos. Quem não tem nenhum desses itens ou poucos deles ficou com média de 41. A diferença nas notas é menor entre alunos que nunca lêem jornais, revistas e livros e leitores assíduos: 7 pontos.

O Enem é aplicado desde 1998 para os concluintes do ensino médio. Em 2003, 1,3 milhão de estudantes fizeram o exame. A média geral na prova objetiva foi de 49,5. O exame deste ano será em agosto. Pobreza da escola Para a educadora Guiomar Namo de Mello, diretora-executiva da Fundação Victor Civita, os resultados refletem a deficiência do currículo, e não a capacidade do aluno. "Isso é um sinal da pobreza da escola, da qualidade do que está sendo oferecido", afirma.

Segundo ela, o ensino médio está recebendo muitos jovens que não têm acesso aos bens culturais, mas não oferece alternativas a eles. "A escola deveria assumir o papel de incorporar o que se chama hoje de atividades extracurriculares e jogar fora um monte de informações que ela insiste em colocar na cabeça dos alunos." O estudo mostra que os alunos que têm mais acesso a cursos extracurriculares (fora da escola) de inglês, artes, informática, preparatórios para vestibular e atividades esportivas também se saem melhor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)