Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/06/2005 14:41

Alta:Incidência de acidentes de trabalho com pescadores

Agência Notisa

Os acidentes do trabalho constituem um importante problema de saúde pública no Brasil, já que, por acometerem principalmente pessoas jovens e em idade reprodutiva, acarretam, além de sofrimento para os trabalhadores acidentados e seus familiares, graves conseqüências sociais e econômicas. A atividade pesqueira é uma das profissões mais perigosas existentes, à medida que expõe seus trabalhadores a uma série de situações de risco todos os dias, como possíveis naufrágios, temporais e encontro com espécies perigosas de animais. Nesse sentido, pesquisadores da Universidade Estadual Paulista e da Universidade Estadual de Campinas resolveram analisar a incidência de acidentes de trabalho entre pescadores profissionais artesanais da região do Médio Rio Araguaia (TO), estabelecendo sua relação com fatores sócio-econômicos e ocupacionais.

Para a população de estudo, foram selecionados 92 pescadores profissionais artesanais com registro na Associação dos Pescadores de Araguacema, cidade situada às margens do Rio Araguaia. De acordo com artigo publicado na edição de maio/junho de 2005 da revista Cadernos de Saúde Pública, os dados foram coletados por meio da utilização de questionários semi-estruturados.

Os pesquisadores verificaram que 56 pescadores relataram ter sofrido no mínimo um acidente de trabalho nos últimos seis meses. A incidência total foi de 85,9% ao ano. Segundo eles, a estimativa de proporção de incidência de acidentes do trabalho apresentada é altíssima. “Estudos sobre incidência de acidentes laborais entre trabalhadores urbanos costumam apresentar estimativas em torno de 5,0% ao ano, já corrigida a subnotificação e incorporando as ocorrências no mercado informal da economia”, afirmam.

As principais causas de acidentes foram as lesões por animais do ambiente aquático, que perfizeram um total de 86,0% dos casos, seguidas pelos cortes com facas ou tesouras e pelas lesões provocadas por anzóis. Em relação ao horário de maior incidência, houve um equilíbrio entre os três períodos, manhã, tarde e noite. As partes do corpo mais atingidas foram os membros superiores e inferiores. No entanto, apesar da grande quantidade de acidentes, apenas 12,5% dos pescadores procuraram alguma unidade de saúde para tratar as lesões. A maioria fez algum tipo de tratamento popular.

No que diz respeito à situação previdenciária dos entrevistados que mencionaram ter sofrido acidente, a equipe constatou que apenas 1,8% estava com suas contribuições e documentações em dia: “os demais pescadores disseram não estar totalmente cientes sobre seus direitos e obrigações previdenciárias”.

Vale ressaltar a importância de os profissionais terem acesso a informações sobre seus direitos. Além disso, são necessários programas educativos que levem em consideração suas condições de vida e de saúde. Só assim, será possível reduzir a alta incidência de acidentes de trabalho no local e permitir uma melhor qualidade de vida aos pescadores.

Agência Notisa (jornalismo científico - science journalism)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)