Cassilândia, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

Últimas Notícias

07/06/2018 10:20

Alimentos continuam mais caros após fim da greve dos caminhoneiros

Correio do Estado

 

Marcado pela greve dos caminhoneiros, que prejudicou o abastecimento de vários segmentos da Capital e do Estado, o Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande (IPC/CG) de maio, que representa a inflação da Capital, fechou o mês em 0,21%. O indicador recuou em relação a abril, quando ficou em 0,31%. E um dos grupos que mais registraram aumento foi o dos alimentos, que ficou 0,63% mais caro e colaborou com 0,13% na formação do índice. Os dados são do Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nepes) da Uniderp.

Nos supermercados da Capital, os consumidores confirmam que, ainda com efeitos da paralisação, os preços dos alimentos permanecem acima da média e dificultam as compras. “Eu tenho duas crianças em casa, não posso ficar sem leite, mas está bem caro”, afirma a funcionária pública Aline Ortega, de 38 anos. “Tudo subiu e não parece ter diminuído. Antes, gastávamos R$ 500, agora é R$ 800”, complementa.

A mesma impressão é compartilhada pela professora Camila Ovídio, de 35 anos. “Eu até senti uma melhora [dos preços], mas ainda estão caros, o jeito é comprar menos”, diz, citando os valores do tomate, batata, cebola, leite e ovos. Na casa de Sônia Menegassi, 38, vem acontecendo a mesma economia. “A gente comia bastante cebola, mas até agora estamos comprando menos. Está tudo caro ainda”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 18 de Setembro de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Segunda, 17 de Setembro de 2018
14:59
Cassilândia
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)