Cassilândia, Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

18/10/2003 04:01

Algodão: depois da crise, vai ganhar o mundo

Kelly Oliveira/ABr

Para quem importava algodão há menos de uma década, a situação brasileira agora está para lá de boa. Aparecem, inclusive, oportunidades de exportar o produto. O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Ivan Wedekin, vai participar do Congresso Internacional de Algodão na China, no final deste mês, e tentar convencer os possíveis compradores da qualidade do algodão brasileiro.

O salto qualitativo e quantitativo na produção é notório. Deve-se, essencialmente, à tecnologia empregada. A expansão da produtividade, que passou de 1.056 quilos por hectare na safra 90/91 para 3.010 quilos por hectare em 2002/03, aumento de rendimento de 185%, permite ao país alçar vôos maiores, ou seja, exportar. No ano passado, as vendas externas do setor chegaram a 185 mil toneladas, sendo que 36% dos embarques foram para a Ásia, 35% para Europa, 27% para América Latina e 2% para outros mercados.

O grande pólo da cotonicultura - cultura do algodão - é o Centro-Oeste, que responde por 83% da produção. Segundo o pesquisador da Embrapa Algodão, Napoleão Beltrão, a região é a maior produtora de algodão sequeiro - que depende da regularidade das chuvas - do mundo. Além do Centro-Oeste, a cultura foi difundida em estados como a Paraíba, Maranhão e Bahia, que tem clima propício. No mundo, 65% dos países dependem de irrigação, o que eleva os custos.

O pesquisador conta, ainda, que o investimento em novas tecnologias permitiu ao Brasil ser um dos primeiros produtores de algodão colorido. Em 2000, foi produzido o algodão com fibra marrom e dois anos depois, o verde. “No próximo ano, teremos a fibra vermelha”, adianta Napoleão. A história do algodão colorido data da época dos incas e astecas. “Depois da extinção desses povos, perdeu-se a técnica de cultivo do algodão colorido. Mas depois dos últimos 14 anos de pesquisas, conseguimos, por meio da seleção das plantas, produzi-lo novamente”, explica. O preço do algodão colorido é de 30% a 40% mais elevado do que o produto comum, o que representa bons negócios para os cultivadores brasileiros no mercado exterior.

O diretor da Associação Nacional de Exportação de Algodão (Anea), Marco Antônio Aluísio, afirma que, com o investimento em novas técnicas de produção do algodão, no final da década de 90, foi possível estimular a expansão do setor no mercado exterior. “Apartir de 2000, o Brasil passou a produzir excedentes exportáveis”, afirma Marco Antônio. Atualmente os produtores brasileiros estão vendendo o algodão com antecedência, ou seja, antes de colher, segundo o diretor da Anea. “Com isso, os produtores brasileiros passam a ter maior confiança para exportar”, afirma Marco Antônio.

Para a indústria têxtil, a economia com a utilização do algodão colorido está na tintura do tecidos. Segundo o pesquisador Napoleão Beltrão, o custo é reduzido de 5% a 18%, visto que não é necessário utilizar corante. Economiza-se também os 200 litros de água necessários para tingir cada quilo de tecido.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 01 de Outubro de 2020
Quarta, 30 de Setembro de 2020
17:50
Ituiutaba, Minas Gerais: confira o boletim coronavírus desta quarta-feira
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)