Cassilândia, Quinta-feira, 04 de Junho de 2020

Últimas Notícias

08/04/2020 14:40

Alerta: Bandidos aprimoram golpes com auxílio emergencial

Saiba como reconhecer um link malicioso

Midiamax
Alerta: Bandidos aprimoram golpes com auxílio emergencial

 

O pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 é a mais nova cara dos golpes de estelionatários que circulam pelas redes sociais, principalmente pelo WhatsApp. De acordo com o laboratório especializado em segurança digital da PSafe, o Dfndr Lab, mais de 6,7 milhões de brasileiros já acessaram ou compartilharam os links maliciosos.

Este é, atualmente, o golpe mais presente na internet, segundo a Dfndr Lab, considerando o período de 19 de março, quando a medida começou a ser discutida no Congresso Nacional, até a última terça-feira (7). Para o diretor do laboratório, Emilio Simoni, a tendência é que o número de ataques e de vítimas cresça nos próximos dias.

Isso porque os golpistas utilizam imagens e sites muito parecidos com os reais. Uma forma de se proteger é verificar se os links tem a terminação “gov.br”, restrita dos sites oficiais. Além disso, é recomendado usar aplicativos de proteção em celulares e computadores, além de evitar divulgar links suspeitos, principalmente aqueles que apelam para o compartilhamento.

Os links maliciosos são compartilhados pelas redes sociais, principalmente o WhatsApp. Ao acessá-los, o usuário passa a responder perguntas de segurança, que ajudam a enganar a vítima, dando veracidade ao crime virtual. Ele ainda é induzido a compartilhar o link aos contatos para poder ter acesso ao benefício e, após compartilhar, é direcionado a uma página muito parecida com a oficial, onde passará a fornecer dados pessoais e visualizar anúncios. Ou seja: além de correr o risco de ter vírus instalados no computador e celular, a vítima pode ter dados pessoais roubados e ainda gera lucro para os golpistas.

Segundo o Dfndr lab, até o último dia 25 de março o número de golpes detectados era de 25 e havia ao menos 6 aplicativos maliciosos que utilizam o Coronavírus e o período de quarentena como isca para as vítimas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 04 de Junho de 2020
Quarta, 03 de Junho de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)