Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/05/2012 16:02

Alcides Silva: Língua portuguesa, inculta e bela!

Alcides Silva

Aliteração e dissonâncias

De um poemeto da maranhense Wanda Cristina extraí estes versos: “Eu quero dançar contigo / dentro da poesia, / como dança o povo dentro do Estado. / Eu quero rebolar contigo em cada rima, /como rebola o povo dentro do salário. / Eu escolho uma aliteração / para a nossa vida: filhos, felicidade, família, feijão, farinha... / como o povo, em fé, / faz folia, forra a fome com futebol e fantasia.”.
Aliteração é a repetição intencional de consoantes ou de grupos de consoantes para produção de efeito sonoro estético: \"Rápido o raio rútilo retalha\" (Raimundo Correia) e \"Vozes veladas, veludosas vozes, / Volúpia dos violões, vozes veladas, / Vagam nos velhos vórtices velozes/ Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas\" (Cruz e Sousa).
Já escrevi nesta coluna que Chico Buarque é bom cantor, excelente músico e melhor poeta. Em “Pedro Pedreiro”, por exemplo, ele burila palavras com sons semelhantes. Em muitos, isso é defeito, pecado de estilo. Em Chico, é a navegação poética pela aliteração: “Pedro Pedreiro penseiro esperando o trem/ Manhã parece, carece de esperar também/ Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém”.
A canção fala da sina do nordestino que veio tentar a sorte e, desiludido, espera o dia de voltar às suas origens. E usando do jogo de palavras, da repetição e da onomatopéia, o poeta dá a noção de inutilidade da espera.
Em Chico, artista - e dos melhores -, a aliteração tem uma parecença sonora agradável, como em João Gilberto a dissonância sempre é melódica, musical. Mas Chico e Gilberto são gênios. Vá um de nós, pobres mortais, meter-se em busca de tons diferentes e o máximo que conseguiríamos seria uma reunião desafinada de sons que causaria impressão desagradável aos nossos próprios ouvidos.
Assim também no uso diário da língua. Se nos faltar ‘engenho e arte’, a repetição de sons pode trazer desarmonia e discordância à frase, defeitos que enfeiam o texto. A isso chamamos de dissonância.
No estudo da língua, a dissonância pode acontecer no eco, no hiato e na colisão, todos, vícios de linguagem, que devem ser evitados.
O eco aparece com o emprego de palavras próximas com terminações iguais ou semelhantes: No soflagrante, o declarante, ofegante, se dizia participante como volante de importante equipe de vigilantes. - A flor tem odor e cor do brejo. - Era cedo quando o Alfredo tomou o brinquedo das mãos do Pedro.
No exemplo de Chico Buarque, o terceiro verso da abertura da canção, é um ‘eco’ perfeito: “Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém”.
O hiato é a seqüência ininterrupta de vogais: Ou eu ando ou eu ouço. - A crise chegou ao auge. - Vou à aula.
A colisão é a sucessão desagradável de consonâncias idênticas: O rato roeu a roupa do rei romano. Pedro Pereira, pintor potiguar, pinta paisagens paulistas. No verso de Chico Buarque, a repetição de consonâncias idênticas é eufônica, não fosse ele um mestre. Traz o sentido da espera, ou como já dito, da inutilidade da espera.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)