Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/08/2011 17:04

Alcides Silva: Língua Portuguesa, inculta e bela

Alcides Silva

Pronomes reflexivos

É comum se ver e ouvir-se o emprego dos pronomes si e consigo como se referissem à pessoa com quem se fala ou a quem se está escrevendo: “Aquele valentão vai brigar consigo” – “Disseram-me que a moça andou consigo o dia todo” – “Seu pai comprou um lápis para si”.
Essas variantes reflexivas do pronome se só podem aparecer quando se referirem ao sujeito da oração. No primeiro exemplo, o sentido da frase como está escrita, é que o valentão (sujeito da oração) quer brigar com ele mesmo. No segundo, é a moça que andou com ela mesma. E no último exemplo, o lápis foi comprado para uso do próprio pai e não para o filho.
Em bom português aquelas frases são escritas (ou faladas) assim: “Aquele valentão vai brigar com você” (ou senhor) – “Disseram-me que a moça andou com você o dia todo” – “Seu pai comprou-lhe um lápis”.
Jamais escreva ou diga: “Quero ficar consigo”, “Irei consigo” “Não me referi a si”. Troque o consigo ou o si por você, ou por senhor ou senhora e tudo ficará corretíssimo.
Os pronomes se, si e consigo são reflexivos, isto é, indicam que o sujeito pratica e recebe a ação expressa pelo verbo: Ele feriu-se ao cair - Ela só fala de si - Trazia consigo a arma do crime. São, portanto, os que expressam igualdade entre o sujeito e o ob jeto da ação.
Os pronomes reflexivos, embora também apontem para o sujeito da oração, exercem sempre a função de complemento verbal (objeto direto ou indireto). Por esse motivo são associados aos pronomes pessoais do caso oblíquo, herdando as características desses:
1ª pessoa do singular (eu): me
2ª pessoa do singular (tu): ti
3ª pessoa do singular (ele, ela):se, si, consigo
1ª pessoa do plural (nós): nos
2ª pessoa do plural (vós): vos
3ª pessoa do plural (eles, elas): se, si, consigo
Com exceção das terceiras pessoas do singular e plural, as demais formas dos pronomes reflexivos repetem as formas do pronome oblíquo átono. Como os pronomes átonos são fracos quanto à acentuação, há determinadas formas e posições fixas para eles na oração.
A forma contraída dos pronomes reflexivo (consigo) é obrigatória na construção dos pronomes de 3ª pessoas do singular e do plural. Essa forma contraída frequentemente exerce a função de adjunto adverbial de companhia.
Os pronomes reflexivos (me, te, se, nos e etc.) possuem uma forma especial para cada pessoa verbal. Não posso dizer “Vou se trocar de roupa”, mas “Vou me trocar de roupa”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)