Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/12/2010 15:12

Alcides Silva: Língua portuguesa, inculta e bela!

Alcides Silva

Do ovo à maçã
Na antiguidade romana, a alimentação tinha um cunho religioso e era feita à base de centeio ou trigo, ovos, azeite de oliva, peixes, vinho, queijo, vegetais produzidos em hortas caseiras e, em algumas ocasiões, até mesmo carne de bode e de vaca. O ovo era o alimento inicial de uma refeição (ablação), que invariavelmente terminava com frutas. ‘Ab ovo usque ad mala’ é uma famosa expressão proverbial que em tradução literal significa “desde o ovo até as maçãs”, isto é, ‘do começo ao final do jantar (ou almoço)’. Literariamente, todavia, apenas ‘do começo ao fim’.
Ovo é uma palavra de muitos significados. Dentre eles, tem o conceito de origem, causa primeira, começo, início, princípio.
No jargão juridiquês é muito comum a expressão ‘ab ovo’ (= desde o princípio). No direito existem formalidades que, se não cumpridas, tornam nulo o ato ou até mesmo todo o processo. Como exemplo, num elenco de mais de cem situações, a citação do réu para acompanhar o processo. Não completada, anula o procedimento. Essa nulidade – e outras semelhantes – são conhecidas pelas expressões latinas ex radice (= desde a raiz), ab initio (= de início), in limine (= no início), ou ab ovo, significando que o defeito é absoluto, radical, e atinge todo o processo desde seu início.
A mala que acompanha o ovo no provérbio acima, no latim clássico era o nome comum de todos os frutos suculentos.
Na Eneida, poema da lendária Roma dos tempos primitivos, Virgílio (70-19 a.C), uma das maiores expressões da literatura latina, usou o termo mala para designar as faces, as maçãs do rosto humano: ‘Teu novo gosto, em cujas faces punge’ (Livro X, 324). Ainda hoje designamos os ossos que dão feição ao rosto de malares (ossos da maçã do rosto, da face).
A evolução da língua trouxe uma denominação mais genérica ainda, pomum, que designava especificamente frutos carnosos como a maçã, a pera, o marmelo, o pêssego (‘persicum malu’ = maçã da Pérsia). Daí, pomme, em francês, e pomo, em português.
Ainda nos tempos de Virgílio, o botânico Caius Matius Calvena, através de enxertia, conseguiu a produção de maçãs mais precoces e resistentes. Essas frutas foram denominadas de mala matiana (= fruta do Mácio) em homenagem a seu criador. Do nome próprio do botânico ‘Mácio’ nasceu o substantivo comum “maçã”.
Uma plantação de macieiras, pereiras ou marmeleiros, frutas que produziam o pomum (= pomo), originariamente era conhecida como pamarium (= pomar).
Conta a lenda que Adão, ao experimentar no Paraíso o ‘fruto da árvore da ciência’, engasgara-se, ficando parado no meio de sua garganta, como prova contundente de sua culpa, um pedaço da maçã proibida. E bem ali, na parte frontal de seu pescoço, formara-se a saliência de seu pecado, a que se deu o nome de pomo-de-adão. E é da lenda que, por castigo divino, todo ser humano do sexo masculino haveria de carregar consigo a marca da desobediência e da cupidez.
E ainda - agora é da mitologia grega - nas comemorações celestiais de um matrimônio, Éris, a deusa da discórdia, preterida na cerimônia, personificara-se numa maçã, a mais bela, e causara inveja e violenta disputa entre as demais deidades então presentes, resultando disso uma grande desavença, vez que todas pleiteavam a posse divina daquela maçã. Esse desentendimento mulheril teria dado origem à Guerra de Tróia. Daí para frente, aquilo que causa acirrado litígio é denominado de pomo da discórdia.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)