Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/11/2004 07:09

Aids em crianças passam de 10 mil em duas décadas

Cecília Jorge/ABr

Desde a década de 80, quando surgiu a epidemia mundial de aids, mais de 10,5 mil casos foram diagnosticados no Brasil em crianças com até 12 anos. Os dados são do Ministério da Saúde e revelam apenas as infecções que foram notificadas pelo sistema de saúde. Desse total, cerca de 79% dos casos são de crianças menores de 5 anos.

No mesmo período, 36,8 mil adolescentes e jovens entre 13 e 24 anos se contaminaram com o vírus HIV. Mais da metade de todas as novas infecções por HIV, atualmente, ocorre em jovens de 15 a 24 anos de idade. Em todo o mundo, estima-se que existam 11,8 milhões de jovens de 15 a 24 anos infectados.

Na infância, a principal causa da doença é a transmissão vertical, ou seja, de mãe para filho, durante a gravidez ou no parto. Por isso, o teste de HIV nas gestantes é importante para evitar a contaminação. "Se a aids for identificada na pessoa durante a gestação, é possível, na maioria absoluta dos casos, conseguir evitar a transmissão da mãe para o filho", afirma o oficial de projetos do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Mario Volpi.

Segundo o coordenador do Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde, Pedro Chequer, o Brasil ainda enfrenta problemas operacionais para garantir o acesso universal à prevenção e o tratamento dessa doença. "É importante dizer que o país está enfrentando alguma dificuldade operacional, não por falta de medicamento, mas por falta de uma adesão maior do serviço de saúde", admitiu o coordenador.

Chequer afirmou que o principal problema é garantir a existência dos serviços públicos especializados em aids nas pequenas cidades do país. "O que ocorre, na região Norte principalmente, é que os serviços existem nas capitais, ou nas poucas grandes cidades da região", explicou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)