Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/08/2012 08:20

Agroquímicos: Pulverização aérea está liberada

Diário de Cuiabá

O governo federal voltou atrás na decisão que proibia a pulverização aérea de produtos químicos sobre as lavouras. Pelo menos para esta safra, a temporada 2012/13 que tem início no Brasil a partir de setembro com o plantio de soja, em Mato Grosso, poderá ser realizada.

Quatro moléculas (Imidacloprido, Tiametoxam, Clotianidina e Fipronil) haviam sido proibidas em meados do mês passado, após um comunicado emitido pelo Ibama sob o argumento de que os ativos dizimavam as abelhas. A decisão contra a formulação de alguns inseticidas havia pego o segmento agrícola de surpresa, já que as compras dos insumos, de sementes aos defensivos, estavam realizadas desde o semestre anterior.

Na quinta-feira (16), a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e demais entidades do setor produtivo, como a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja/MT), receberam resposta positiva da ministra-chefe da Casa Civil, Gleise Hoffman, às reivindicações feitas em reunião realizada na semana passada sobre o registro de novos agroquímicos para o controle da ferrugem asiática e também para a medida Ibama, que proibiu a pulverização aérea de alguns agroquímicos.

Segundo o senador Cidinho Santos - suplente do senador Blairo Maggi e que intermediou o encontro entre as entidades e a Casa Civil - a ministra Gleise Hoffman informou, por telefone, que o Ibama decidiu retirar o comunicado. Com a decisão, a restrição valerá apenas para as próximas safras, conforme informou Cidinho, na tribuna do Senado, na última quarta-feira.

De acordo com o gestor do Núcleo Técnico da Famato, Eduardo Godoi, a medida dará mais tempo para os produtores se adequarem às novas regras e procurarem produtos alternativos e para que a indústria faça estudos comprovando que a técnica não é nociva às abelhas. Ainda não existem pesquisas no Brasil que efetivamente comprovem que estes ativos prejudicam a polinização. “A aviação agrícola é essencial para a aplicação dos agroquímicos nas lavouras de soja, milho e algodão. Este modelo de aplicação se adequa perfeitamente às propriedades de grande porte, muito comum em Mato Grosso. São mais de 50 produtos que contém em sua composição os ingredientes ativos que o Ibama proibiu e seria impossível que os produtores encontrassem substitutos imediatamente”, explica.

O presidente da Aprosoja/MT, Carlos Fávaro, considerou a liberação para o uso por um ano positiva, mas temporária. “Não vamos ter prejuízo nesta safra e isto é bom. Mas vamos continuar lutando para mostrar, por meio de pesquisas, que não existem danos aos insetos”, explicou.

NOVIDADES - O senador Cidinho Santos disse que a ministra informou que dos dois agroquímicos que estão em análise para o controle da ferrugem asiática - doença causada por um fungo e que afeta as lavouras de soja, ao reduzir a produtividade - um já está em estágio mais avançado de homologação junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Segundo a ministra em um prazo de 30 a 40 dias esse produto estará devidamente autorizado, podendo ser utilizado já na safra 2012/2013”, comenta.

Em relação à autorização da Anvisa, Fávaro acredita que o prazo de 30 a 40 dias pode ser insuficiente para esta safra. “É importante que haja a liberação, mas tememos que os produtores não consigam usar este produto ainda nesta safra”, afirmou.

Diário de Cuiabá

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)