Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/01/2006 18:00

Agronegócio perde renda, mas aumenta exportações em 2005

Stênio Ribeiro/ABr

O produtor rural passou por um momento ruim em 2005, segundo o presidente da Confederação da Agricultura (CNA), Antonio Ernesto de Salvo. Segundo a CNA, a renda total da produção agropecuária caiu de R$ 160,65 bilhões, em 2004, para R$ 143,42 bilhões no ano passado. Como resultado, calcula que a participação do agronegócio no Produto Interno Bruto (PIB) cairá de R$ 540 bilhões, em 2004, para algo em torno de R$ 520 bilhões, em 2005, com retração de 3,4% em valores nominais.

Mas, o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Jacinto Ferreira, minimiza a perda anunciada. Diz que, na verdade, o setor não perdeu, mas deixou de ganhar. Os números apresentados pela CNA, segundo ele, se referem à "expectativa de renda", frustrada pela quebra de 5,1% da safra agrícola 2004/2005, que colheu 112,715 milhões de toneladas de grãos.

Mesmo com a queda de renda e quebra de safra, o agronegócio brasileiro bateu novo recorde de exportações em 2005, com US$ 43,6 bilhões. O resultado foi 11% superior ao de 2004, quando a balança registrou US$ 39,016 bilhões, segundo dados divulgados ontem (5) pelo Ministério da Agricultura.

Jacinto Ferreira afirma, contudo, que a safra 2005/2006 terá uma recuperação superior a 10%, e estima produção de 124,9 milhões de toneladas. Um pouco abaixo da previsão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): de 127,6 milhões de toneladas. Ele ressalta com isso que o produtor sairá ganhando: "Não vai recuperar toda a expectativa de renda; mas certamente terá lucro; e as exportações do agronegócio devem aumentar, em função de o mercado mundial não estar mais tão abastecido como no ano passado".

O presidente da Conab lembra que algumas lavouras, como cana-de-açúcar e café, deram sinais de vitalidade em meio à perda da safra 2004/2005, e diz que esses segmentos continuarão se expandindo no decorrer deste ano. Em especial no caso da cana, dando continuidade a uma tendência que vem crescendo há dez anos. Período no qual a produção de cana cresceu 44%, por causa dos bons preços do açúcar no mercado externo e do aumento da frota nacional de carros bicombustíveis.

De acordo com Jacinto Ferreira, "a expectativa de recuperação é muito boa" também com relação às culturas de feijão e milho; e, se a cotação do dólar não baixar mais em relação ao real, a tendência é de as exportações do agronegócio crescerem mais ainda que os US$ 43,6 bilhões exportados em 2005 e que proporcionaram superávit (saldo positivo) de US$ 38,4 bilhões para o setor. Um aumento de 12,6% comparado ao saldo obtido em 2004.

Já a CNA afirma que a perda de renda, no ano passado é a maior desde que a entidade começou a divulgar os "Indicadores Rurais", em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Escola Superior Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (USP), em 1990. Pelos dados da CNA, o agronegócio teve participação de 30,07% no total das riquezas produzidas no país, em 2004, e deve ficar abaixo de 29% em 2005.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)