Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/04/2004 08:13

Agronegócio faz o Brasil subir no ranking mundial

Mapa Imprensa

O bom desempenho do agronegócio em 2003 foi fundamental para auxiliar o Brasil a melhorar, pela primeira vez desde a década de 80, sua posição no ranking dos maiores exportadores do mundo, segundo dados divulgados hoje (05/04) pela Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra. O país saiu de 26º para 25º maior exportador do planeta, com 1% dos US$ 7,3 trilhões comercializados em todo o mundo no ano passado. Se computadas as vendas dos países da União Européia num único bloco, o Brasil passaria ao 16º lugar, com 1,3% do total mundial.

“Sem a forte presença do agronegócio no comércio exterior, o Brasil dificilmente teria conseguido essa recuperação no ranking”, diz o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues. No ano passado, o agronegócio brasileiro vendeu mais de 1,8 mil produtos para 208 destinos. O setor detém 34% do PIB nacional e gera 37% dos empregos brasileiros.

Em 2003, as vendas externas do agronegócio brasileiro somaram US$ 30,7 bilhões, com um superávit de US$ 25,8 bilhões. As exportações do setor responderam por 42% do total vendido pelo país no mercado externo. O complexo soja (grão, farelo e óleo) teve vendas externas de US$ 8,1 bilhões. Em carnes, o país obteve US$ 4,1 bilhões em receitas.

De acordo com a pesquisa divulgada pela OMC, o Brasil teve no ano passado um dos sete maiores aumentos de vendas entre os principais exportadores do mundo. “Se observamos o saldo de US$ 25 bilhões na nossa balança comercial, é possível constatar que ele é praticamente o mesmo do agronegócio. Isso confirma a importância da agropecuária e da agroindústria para a economia brasileira, além de reforçar nossa competitividade como um grande país agrícola”, diz Rodrigues. “Esse é maior negócio do Brasil”.

O ministro afirma que os complexos soja e carnes devem continuar como carros-chefes das exportações do agronegócio brasileiro em 2004. Estima-se vendas externas R$ 12 bilhões no complexo soja e de US$ 4,5 bilhões no complexo carnes. Isso contribuirá para aumentar ainda mais as exportações totais do país, que devem ser próximas de US$ 82 bilhões, contra US$ 73,1 bilhões de 2003.

O crescimento nas vendas nacionais sofreu um incremento de 21% entre 2002 e 2003 e, segundo OMC, essa tendência deverá ser mantida em 2004 diante da recuperação dos preços das commodities e da demanda chinesa por bens primários para sustentar seu acelerado crescimento.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)