Cassilândia, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

18/08/2017 14:00

Agricultura aprova suspensão de decreto que alterou regras de registro

Agência Câmara

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou proposta que susta o Decreto 8.967/17, que retirou do Registro Geral da Atividade Pesqueira o trabalhador de apoio à pesca artesanal, responsável por fazer reparos em embarcações, em redes ou que atua no processamento do produto.

O texto aprovado pelo colegiado é o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 582/17, do deputado Silas Câmara (PRB-AM).

O Decreto 8.967/17 permite, por meio do cruzamento de informações, que o governo verifique a qualquer tempo se os critérios de elegibilidade e permanência dos pescadores profissionais artesanais estão atendidos.

“Vivemos um momento de crise no Brasil. Como esses trabalhadores irão se manter, com a edição deste decreto, que vem totalmente em hora errada, não ajudando em nada, e sim prejudicando?”, questionou o autor da proposta.

Exclusão social
O relator, deputado João Rodrigues (PSD-SC), apresentou parecer favorável ao texto. Segundo ele, as novas regras prejudicarão os pescadores, pois, para ter acesso ao benefício, terão que comercializar o pescado de forma profissional.

“A medida [o decreto] é um retrocesso e atinge 800 mil pescadores de todo o País, aumentando a exclusão social desses trabalhadores”, destacou o parlamentar.

Tramitação
A proposta ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (inclusive quanto ao mérito). Depois, o texto segue para o Plenário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 24 de Setembro de 2017
18:01
Município suspende aulas
11:00
Mundo fitness
10:00
Receita do dia
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)