Cassilândia, Sábado, 19 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

19/08/2007 10:35

Agricultura aprova isenção para sal, milho e rapadura

Agência Câmara

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara Federal aprovou na quarta-feira (15) o Projeto de Lei 568/07, da deputada Sandra Rosado (PSB-RN), que reduz para zero as alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins incidentes sobre a importação e a receita bruta de venda no mercado interno de sal refinado, milho, rapadura e açúcar mascavo, destinados à alimentação humana. Atualmente, essas alíquotas são de 1,65% para o PIS/Pasep e 7,6%, para a Cofins.

A votação seguiu o parecer do relator, deputado Luiz Carlos Setim (DEM-PR), que apresentou emendas com apenas alguns ajustes na redação do projeto. Segundo ele, o impacto fiscal da medida será insignificante para o Erário.

Emprego e renda
A autora do projeto espera que a medida contribua para melhorar a qualidade da alimentação da população de baixa renda, estimulando a produção e a circulação desses produtos. "Isso pode gerar mais empregos, renda e, indiretamente, impostos", argumenta.

Sandra Rosado ressalta que perto de 22 milhões de brasileiros vivem em condições de indigência e aproximadamente 34% da população, em condições de pobreza. Ela observa que, embora os números sobre a miséria do povo brasileiro variem de acordo com o critério e a metodologia utilizados, em todos os casos revelam uma realidade preocupante. "Nesse contexto, a criação de mecanismos que estimulem a diminuição dos preços dos alimentos, especialmente os consumidos em larga escala pela população mais carente, são de fundamental importância", avalia.

A deputada cita, ainda, como conseqüência positiva da proposta, o fato de que preços mais baixos de alimentos podem contribuir para a manutenção de níveis de inflação aceitáveis, ajudando a sustentar o equilíbrio macroeconômico.

Tramitação
O projeto ainda será analisado em caráter conclusivo nas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 18 de Agosto de 2017
Quinta, 17 de Agosto de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)