Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/11/2004 13:25

Agricultura aprova aumento de isenção de imóvel rural

Agência Câmara

O Projeto de Lei 3338/04, do deputado Benedito de Lira (PP-AL), que aumenta o limite de isenção para a identificação dos imóveis rurais para registro, foi aprovado, no último dia 17, pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.
A lei vigente já garante a isenção de custos para a identificação dos imóveis cuja área não exceda quatro unidades de módulos-fiscais. O texto de Lira amplia a isenção para imóveis com até 20 módulos-fiscais. No entanto, a Comissão aprovou uma alteração sugerida pelo deputado João Grandão (PT-MS), e acatada pelo relator da proposta, deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), reduzindo essa ampliação para imóveis com até 15 módulos-fiscais.

Deficiências
Benedito de Lira argumenta que, diante das dificuldades financeiras dos proprietários rurais, o novo limite de isenção tornará a lei factível, "principalmente pelo alto custo dos serviços de identificação da propriedade, pelo abusivo preço dos equipamentos de georeferenciamento e pela deficiência da infra-estrutura geodésica homologada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em diversas regiões", afirma o autor da proposta.
Essa deficiência foi confirmada por uma audiência pública realizada pela Comissão no ano passado. Esse debate, informa o relator, "traçou uma verdadeira radiografia do novo projeto de Cadastro Nacional de Propriedades Rurais e concluiu pela dificuldade da implementação dos prazos e procedimentos para a conclusão do novo cadastro. Principalmente porque dos 850 milhões de hectares que compõem o território brasileiro, não há informações sobre cerca de 200 milhões no Sistema Nacional de Cadastro dos Imóveis Rurais".

Renda no campo
Benedito Lira ressalta ainda que a renda no campo tem-se reduzido drasticamente. "Em 11,6% dos mais de sete milhões de domicílios rurais no Brasil não existe renda", garante. "Além disso, 81% de toda a população rural tem renda de, no máximo, dois salários mínimos (R$ 520), o que torna impraticável a despesa com georeferenciamento em suas propriedades", complementa.

Tramitação
Agora, a proposta será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Em seguida, por tramitar em caráter conclusivo, o texto poderá ser encaminhado ao Senado Federal.



Reportagem - Natalia Doederlein
Edição - Regina Céli Assumpção

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Maio de 2018
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Terça, 22 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)