Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/10/2006 07:30

Aftosa: nova coleta de amostras dura 10 dias

Fernanda Mathias / Campo Grande News

É de 10 dias o prazo previsto no cronograma da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) para que sejam coletadas as amostras de sangue de 9.265 bovinos em Eldorado, Japorã e Mundo Novo, para estudar se o vírus da febre aftosa continua ou não presente na região.

Segundo o diretor-presidente da Iagro, João Cavalléro, 15 equipes foram designadas em reunião de trabalho ocorrida ontem à tarde e vão percorrer 418 propriedades. Os trabalhos de coleta começaram hoje. As coletas ocorrerão paralelamente nos três municípios, segundo ele. Após a coleta, as amostras serão encaminhadas ao Lanagro, ligado ao Mapa (Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária), de Porto Alegre (RS). A expectativa é ter em mãos o resultado em novembro.

Cavalléro acredita que se os resultados forem negativos e “se houver boa vontade”, o Mato Grosso do Sul pode recuperar status de área livre de febre aftosa com vacinação ainda neste ano. Segundo ele, pode ser pedida pelo governo brasileiro uma reunião extraordinária com a OIE (Organização Mundial de Saúde Animal).

A última sorologia, cujo resultado saiu no início deste segundo semestre, não foi conclusivas. Alguns animais apresentaram reatividade no teste, mas foi constatado que mais da metade dos produtores, mesmo estando impedidos, vacinaram os animais. Ocorre que a vacina é feita com base no vírus, atenuado, por isso provoca interferência quando em um espaço próximo à imunização os animais são submetidos à sorologia.

O superintendente federal de Agricultura, José Antônio Felício, afirma que clinicamente não há animais com sintomas e o que se espera é que a sorologia confirme que não há vírus em circulação. De acordo com ele, até dezembro uma missão da OIE deve vir ao País e visitar o Mato Grosso do Sul.

Devido aos focos constatados em outubro nos três municípios o Estado perdeu importantes mercados e sua economia entrou em agonia. É de quase 90% a retração nas exportações de carne feitas diretamente por Mato Grosso do Sul, conforme aponta a balança comercial.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)