Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/02/2006 12:34

Aftosa: MS será considerado livre em setembro

Marina Miranda/Campo Grande News

Mato Grosso do Sul pode ser reconhecido como Estado livre de aftosa pela Organização Mundial de Saúde Animal entre agosto e setembro deste ano, segundo avaliação do superintendente Federal de Agricultura, José Antônio Felício.
Para ele, o Estado já pode ser considerado livre da doença em âmbito regional, contudo, os trabalhos estão sendo acelerados para obter o reconhecimento da OIE, o que vai permitir a extinção do embargo de mais de 56 países a carne brasileira. Perspectivas mais otimistas apontavam para a retomada do status ainda no primeiro semestre.

O resultado da nova sorologia feita nas propriedades sorteadas da região ainda não foi divulgado oficialmente, entretanto, Felício disse ter informações que o exame deu ‘limpo’. O que deve confirmar a existência do vírus apenas em Japorã, Eldorado e Mundo Novo.
O próximo passo é a implantação de animais sentinelas. “Esperamos até 28 de fevereiro estar com todos os animais sentinelas nos municípios”, informou. Segundo ele, 700 cabeças já estariam disponíveis. Serão usados bezerros, com menos de 12 meses, procedentes do Pantanal (e que não foram vacinados contra a doença) para verificar se ainda há risco da doença infectar as reses.
“Nós tivemos uma conversa na Fesa (Fundo Emergencial de Sanidade Animal) ontem e dos cerca de 1,5 mil que vamos precisar já temos boa parte, estamos caminhando bem”, acredita. Ele espera que até o fim de abril já possa ser obtido o primeiro resultado com os animais sentinelas.

Missão Européia – No fim de janeiro, três técnicos da Missão Européia estiveram no Estado para avaliar o possível fim ao embargo. Um dos questionamentos do grupo foi a demora no resultado da sorologia nos animais.
Para Felício, a retomada da venda pode ocorrer apenas em 2007. “A Missão Européia tem 25 dias úteis para fornecer relatório, depois temos mais 25 dias para responder aos questionamentos, e, este ano, temos um calendário conturbado, férias deles, eleição aqui, copa. Não dá para criar muita expectativa”.
Ele observou que a realidade da fronteira pode ter dois impactos diferentes no grupo: ou eles podem ficar assustados ou podem admitir que entre todas as adversidades o Estado conseguiu se manter e teve foco depois de seis anos. Mato Grosso do Sul teve 31 mil animais abatidos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)