Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/01/2012 16:38

Aftosa: Ministro defende integração dos países

Mapa

Ponta Porã (06/01/2012) - O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro Filho, reforçou a importância do combate à febre aftosa de maneira integrada com todos os países do continente para superar problemas recentes como o novo foco da doença notificado pelo Paraguai nesta semana.

“Esse caso de aftosa é bem menos grave do que o anterior. Os recursos e o exército já estão aqui. Estamos agindo com mais vigor ainda desta vez e iremos vencer essa batalha. A nossa relação com o Paraguai é a melhor possível e confiamos no trabalho que eles vêm fazendo, mas precisamos pensar no combate a essa doença em nível de América do Sul”, declarou.

A posição foi defendida por Mendes durante a visita à fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai nesta sexta-feira, 6 de janeiro. O ministro acompanhou as atividades de prevenção quem vêm sendo realizadas na região. Mendes sobrevoou a divisa dos municípios de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, e de Juan Pedro Caballero, no Paraguai.

Na companhia da secretária de Desenvolvimento Agrário, Produção e Turismo de Mato Grosso do Sul, Tereza Cristina Dias, e do general do Comando Militar do Oeste, João Francisco Ferreira, o ministro também conheceu o trabalho realizado pelos militares e fiscais da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do estado (Iagro) num dos postos de fiscalização considerados estratégicos para a prevenção. A agenda incluiu ainda um encontro com produtores e autoridades locais no Sindicato Rural de Ponta Porã.

“O apoio do Ministério da Agricultura tem sido fundamental nas ações de fiscalização realizadas no estado. Todos os nossos pedidos foram imediatamente atendidos”, ressaltou Teresa.

Outra medida que será avaliada em conjunto com o Ministério das Relações Exteriores é a indicação de um adido agrícola para aproximar o Brasil e manter contato permanente com todos os assuntos que envolvam a produção agrícola. A primeira possibilidade seria o Paraguai, mas a Bolívia também será avaliada.

Mais informações:
Assessoria de Comunicação Social



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)