Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/01/2006 20:09

Aftosa: juiz impede abate de 1,8 mil animais no Paraná

Humberto Marques/Campo Grande News

O juiz substituto da 3ª Vara Federal de Londrina/PR, Cléber Sanfelici Otero, proibiu na noite de ontem que o governo federal abata os 1,8 mil bovinos da fazenda Cachoeira, em São Sebastião da Amoreira/PR, até que seja comprovado que pelo menos parte do rebanho esteja contaminado pelo vírus da febre aftosa. O despacho obriga, ainda, que a União apresente em até cinco dias os laudos de todos os exames laboratoriais feitos nos animais do local – sob pena de pagar multa diária de R$ 1 mil, segundo informações da Agência Estado.

“Enquanto não houver indícios da presença da febre aftosa, a Administração [o governo federal] não poderá fazer uso da medida extrema de sacrificar os animais”, argumentou o magistrado. A ação vem em resposta a pedido do proprietário da fazenda, André Carioba Filho.

Na quarta-feira, o Conesa (Conselho Estadual de Sanidade Animal) do Paraná havia concordado em permitir o abate dos animais daquela propriedade O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) argumentara que 20% dos 209 novilhos da fazenda foram comprados em Eldorado, e apresentaram alterações sorológicas que indicam a contaminação. O governo paranaense contestou o resultado dos exames.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)