Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/06/2006 16:09

Aftosa: ajuda às cidades atingidas soma R$ 4,9 milhões

Humberto Marques / Campo Grande News

O total de recursos repassados a Mato Grosso do Sul em ações de compensação aos pequenos produtores rurais atingidos pelo combate à febre aftosa deve se aproximar de R$ 5 milhões nos próximos dias, segundo informações da SFA/MS (Superintendência Federal de Agricultura de Mato Grosso do Sul). Um termo aditivo a ser firmado com a Secretaria de Desenvolvimento oferecerá apoio aos produtores de Eldorado Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Mundo Novo e Sete Quedas, através de dinheiro do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Absatecimento).

Com este convênio, o total de dinheiro federal usado no Estado chegará a R$ 4.904.955. Em um primeiro momento, foram repassados R$ 2 milhões às três mil famílias de produtores de leite da região, responsáveis pela comercialização mais de 110 mil litros por dia e que se viram proibidos de vender a produção. Dentre os atendidos, 70 produtores tiveram todos os animais sacrificados, pela detecção do vírus da aftosa ou por terem terras no raio de 25 km considerado crítico no combate à doença. Depois, o Mapa encaminhou mais R$ 1 milhão, para os agricultores. Na região sul do Estado, cerca de 545 hectares são dedicados à produção de vegetais, e as famílias que se dedicam à atividade também se viram prejudicadas com os focos da doença, com o fechamento das vias de acesso aos mercados de São Paulo e Paraná.

Agora, será firmado um termo aditivo ao primeiro documento, no valor de R$ 1,904 milhão, para cobrir prejuízos dos pequenos produtores do setor leiteiro – uma vez que a situação de comercialização não foi totalmente normalizada. Outro convênio deve ser assinado em breve, para assistência técnica e extensão rural, no valor de R$ 345 mil.

Conforme levantamento da SFA/MS, 37% dos 70.649 habitantes da região vivem na zona rural, afetada pela febre aftosa. Em 2000, a atividade agropecuária (principal dos municípios), representou 43% do Produto Interno Bruto local. Além disso, os municípios envolvidos pela doença possuem altos índices de pobreza, o que agravou a situação: Mundo Novo é o 26º município do Estado no valor do PIB, Iguatemi é o 42º, Sete Quedas o 53º, Eldorado o 56º, Itaquiraí o 68º e Japorã o 78º – ou seja, é o município mais pobre de Mato Grosso do Sul.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)