Cassilândia, Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

09/06/2006 16:09

Aftosa: ajuda às cidades atingidas soma R$ 4,9 milhões

Humberto Marques / Campo Grande News

O total de recursos repassados a Mato Grosso do Sul em ações de compensação aos pequenos produtores rurais atingidos pelo combate à febre aftosa deve se aproximar de R$ 5 milhões nos próximos dias, segundo informações da SFA/MS (Superintendência Federal de Agricultura de Mato Grosso do Sul). Um termo aditivo a ser firmado com a Secretaria de Desenvolvimento oferecerá apoio aos produtores de Eldorado Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Mundo Novo e Sete Quedas, através de dinheiro do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Absatecimento).

Com este convênio, o total de dinheiro federal usado no Estado chegará a R$ 4.904.955. Em um primeiro momento, foram repassados R$ 2 milhões às três mil famílias de produtores de leite da região, responsáveis pela comercialização mais de 110 mil litros por dia e que se viram proibidos de vender a produção. Dentre os atendidos, 70 produtores tiveram todos os animais sacrificados, pela detecção do vírus da aftosa ou por terem terras no raio de 25 km considerado crítico no combate à doença. Depois, o Mapa encaminhou mais R$ 1 milhão, para os agricultores. Na região sul do Estado, cerca de 545 hectares são dedicados à produção de vegetais, e as famílias que se dedicam à atividade também se viram prejudicadas com os focos da doença, com o fechamento das vias de acesso aos mercados de São Paulo e Paraná.

Agora, será firmado um termo aditivo ao primeiro documento, no valor de R$ 1,904 milhão, para cobrir prejuízos dos pequenos produtores do setor leiteiro – uma vez que a situação de comercialização não foi totalmente normalizada. Outro convênio deve ser assinado em breve, para assistência técnica e extensão rural, no valor de R$ 345 mil.

Conforme levantamento da SFA/MS, 37% dos 70.649 habitantes da região vivem na zona rural, afetada pela febre aftosa. Em 2000, a atividade agropecuária (principal dos municípios), representou 43% do Produto Interno Bruto local. Além disso, os municípios envolvidos pela doença possuem altos índices de pobreza, o que agravou a situação: Mundo Novo é o 26º município do Estado no valor do PIB, Iguatemi é o 42º, Sete Quedas o 53º, Eldorado o 56º, Itaquiraí o 68º e Japorã o 78º – ou seja, é o município mais pobre de Mato Grosso do Sul.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Fevereiro de 2017
Domingo, 26 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
07:30
Loterias
Sexta, 24 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)