Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/02/2014 07:00

Advogados pedem renúncia do presidente da OAB

Correio do Estado

Depois da briga e quebra-quebra na sessão do Conselho Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS), aumenta a pressão para a renúncia do presidente Júlio César Souza Rodrigues e intervenção. A Ordem viveu, na sexta-feira (21), clima de UFC e virou caso policial com o advogado Carmelino Rezende prestando queixa na Delegacia de Polícia contra o advogado Carlos Magno, que lhe deu dois socos. Conforme matéria publicada na edição de hoje (24) do jornal Correio do Estado, até o principal aliado de Júlio César, o ex-presidente e conselheiro federal Leonardo Avelino Duarte, usou a sua página no Facebook para manifestar a indignação com a troca de socos, pontapés e cadeiradas na sessão do conselho e defender imediata intervenção na OAB/MS para acabar com a crise. Para Leonardo, a OAB/MS “está em seu fundo do poço”.

Para Leonardo, o fato de Júlio César contrariar a maioria do conselho, “quando deveria ser o seu servo maior, estando ou não o conselho certo” agravou a crise na instituição. “No colegiado, não é o presidente que tem que estar certo. O presidente não está lá para estar certo ou errado. Ele está lá para realizar a vontade do conselho, para fazer o que o conselho determinar”, observou o ex-presidente.

“E o conselho quis que o seu presidente renunciasse a um contrato nebuloso, por entender que este contrato prejudicava a imagem da OAB — eu mesmo assim lhe pedi, quase supliquei, quando o assunto veio à tona. Mas ele não renunciou”, lamentou Leonardo. “Com isso, comprometeu a sua administração e envergonhou a seu conselho, para o meu embaraço e de tantos outros que o apoiaram”, declarou. Para o ex-presidente, “os bate-bocas e as agressões são consequências disso, subprodutos desta história triste. Duas coisas a mais, apenas: a primeira é que não sou golpista. O escritório já me ocupa o suficiente. A segunda é que nada justifica uma agressão física, muito menos no ambiente formal de um conselho. Por isso, intervenção já! Não dá mais”, disse Leonardo por meio de sua página no Facebook. A reportagem é de Adilson Trindade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)