Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/09/2010 09:58

Advogado cobra apuração sobre imagens de Artuzi na cela

Campo Grande News/ Aline dos Santos

O advogado Carlos Marques, que atua na defesa do prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi (PDT), vai cobrar apuração sobre a imagem, exibida ontem no Fantástico (Rede Globo), que mostraram Artuzi dentro da cela, lendo um livro.

“Vou falar com o delegado e cobrar apuração. Isso é um absurdo”, afirma.
Preso desde quarta-feira na 3ª delegacia de Campo Grande, no bairro Carandá Bosque, Artuzi não tem direito a receber visita, mantendo contato somente com advogado, que não permitiu entrevistas. A Polícia Civil informou, por meio da assessoria de imprensa, que só vai se manifestar após receber um pedido formal de explicação.

Marques relata que Artuzi já foi informado sobre a posse do prefeito interino, o juiz Eduardo Machado Rocha, mas que ele não comentou a situação.
Na delegacia, Artuzi não tem acesso à televisão, portanto não assistiu a reportagem, que mostrou para todo o país, imagens do prefeito preso e recebendo propina.

Ele foi preso durante a Operação Uragano (furacão em italiano), realizada pela PF (Polícia Federal). Ao todo, foram presas 28 pessoas, incluindo a primeira-dama Maria Artuzi, o vice-prefeito Carlinhos Cantor (DEM), nove dos dozes vereadores, secretários municipais e empresários. A pedido do MPE (Ministério Público Estadual) foi decretada a prisão preventiva de Artuzi e foi nomeado o juiz-prefeito.

O advogado vai entrar com pedido de habeas corpus para o prefeito na próxima quarta-feira no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Ele também vai pedir, no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), habeas corpus para Maria Artuzi.

Denúncia - Diversos vídeos mostram o prefeito, a primeira-dama e vereadores recebendo propina. De hospital a transporte, as licitações eram direcionadas para empresas “amigas”, que pagavam comissão.

Conforme a denúncia da PF, o esquema era liderado pelo prefeito Ari Artuzi. Os valores arrecadados serviam para o pagamento de diversos vereadores de Dourados, tanto da base aliada, quanto da oposição, para caixa de campanha, além da compra de bens pessoais ao prefeito. As denúncias partiram do jornalista Eleandro Passaia, ocupante do cargo de secretário de Governo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)