Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

23/10/2007 18:54

Adulteração do leite ainda não foi constatada à venda

Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou que o problema da adulteração do leite com substâncias impróprias para o consumo humano foi encontrado apenas na produção e não no produto final que vai às prateleiras.

Ainda assim, a assessoria de imprensa da Anvisa informou que, a partir do recebimento de informações oficiais da Polícia Federal sobre a operação desencadeada ontem (22), dará início ao monitoramento preventivo das caixas de leite vendidas nos supermercados. A agência reforça que nenhum problema foi constatado até o momento. Por esse motivo, nenhum produto será retirado do mercado.

A Anvisa recomenda que os consumidores fiquem atentos a qualquer aspecto diferente no leite, como a cor, o cheiro ou o paladar. Caso algo seja encontrado, o cidadão deve comunicar os agentes de vigilância sanitária através do e-mail alimentos@anvisa.gov.br.

Ontem (22) a Polícia Federal prendeu 27 pessoas suspeitas de crime contra a saúde pública e contra as relações de consumo por meio da adulteração de leite. A Operação Ouro Branco foi organizada pela Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual de Minas Gerais. Segundo a PF, o grupo fraudava a produção de leite longa vida com a adição de substâncias como a soda cáustica.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)