Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/09/2013 15:46

Adolescentes de Costa Rica têm fotos nuas vazadas através do Whatsapp e Facebook

Costa Rica em Foco/ O Correio News

Esta semana, as redes sociais, principalmente o WhatsApp e o Facebook, passou a ser caso de Polícia em Costa Rica – MS. Isso porque chegou ao conhecimento do delegado de Polícia Civil, Cleverson Alves dos Santos, por meio de alguns pais e vítimas que procuraram a Delegacia de Polícia Civil, a denúncia que fotos de adolescentes nuas estão circulando na rede.

Várias fotos de jovens, menores de idade, nuas e seminuas, e em poses sensuais foram postadas em redes sociais, inclusive em grupos do WhatsApp Messenger - uma das redes sociais mais populares nos dispositivos de telefonia móvel que permite trocar mensagens pelo celular sem pagar por SMS, além das mensagens básicas, os usuários do WhatsApp criam grupos para enviar mensagens com imagens, vídeos e áudio.

Nossa reportagem apurou que a maioria das adolescentes que teve suas fotos divulgadas nessas redes sociais, são alunas das Escolas Estaduais da cidade, (com idades entre 13 a 17 anos). Apuramos ainda que em alguns casos as fotos são feitas pelas próprias adolescentes em frente ao espelho, com posses sensuais, seminuas e completamente nuas. As imagens ganharam uma repercussão imensa nos grupos do WhatsApp. Também foram criadas contas de usuários falsas no Facebook para divulgar as fotos e vídeos.

Em entrevista a reportagem do Costa Rica em Foco na manhã de quinta-feira (26), o delegado informou que estará identificando os ‘divulgadores’ por meio dos IPs (Internet Protocol ou Protocolo de internet) das máquinas utilizadas para fazer a divulgação da pornografia infantil.

"Estamos fazendo os primeiros levantamentos para saber de quem é responsabilidade, ou seja, quem postou as fotos. Adianto que já temos três nomes que já foram citados e logo serão convocados a comparecer à Delegacia para prestar esclarecimentos", afirmou o delegado Cleverson dos Santos que para não atrapalhar nas investigações não informou a quantidades de fotos que já foram postadas nas redes sociais.

Ainda segundo o delegado Cleverson dos Santos, caso o crime seja comprovado, será investigado quem são os autores do delito, quem fez as fotos, quem as divulgou, etc. No caso de comprovação destas suposições, o caso passa ser tratado como crime contra o adolescente.

O delegado alerta que divulgar fotos de crianças e adolescentes em cena de sexo configura Crime de Pedofilia, punido com penas de reclusão de até 8 (oito) anos. “É crime o ato de produzir ou repassar fotos ou vídeos eróticos de menores, ou seja, responde criminalmente tanto a pessoa que recebe tais fotografias e as armazena em seus celulares e/ou computadores quanto para quem às divulgam nas redes sociais”.

O presidente do CMDCA - Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Osmar Marques Pinheiro, faz questão de reforçar que o Artigo 241-A, do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, prevê pena privativa de liberdade de 3 a 6 anos de reclusão e multa para quem “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explicito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

O fato também deverá servir como alerta para as pessoas que insistem em usar as redes sociais, principalmente o WhatsApp para expor suas intimidades.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)