Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/04/2013 14:35

Adolescente matou menino para levar DVD que vendeu por R$ 20,00

Campo Grande News/ Ângela Kempfer e Francisco Júnior

Poucas histórias envolvem tanto drama nos detalhes. O assassinato do menino Kauã, de 6 anos de idade, por si só é trágico. Mas as declarações do assassino, um adolescente de 17 anos, deixam tudo muito mais sórdido.

O rapaz, até pouco tempo vizinho da criança, confessa que agrediu Kauã para roubar um aparelho de DVD, que acabou vendendo por R$ 20,00.

Ele foi pego ontem com a namorada, quando tentava fugir para Campinas, interior de São Paulo. A jovem, de 19 anos, Eliane Martins de Souza, está grávida de 3 meses e conhecia os planos do companheiro.

Quem também ficou sabendo de tudo foi a mãe do adolescente, que incentivou o filho a sumir da cidade e não chegou a cogitar a possibilidade do adolescente assumir o que fez.

Hoje, já em Campo Grande, em entrevista à imprensa o adolescente falou sobre o crime com tranquilidade, mas sempre de cabeça baixa, sentado em uma cadeira.

Disse que na quinta-feira resolveu ir até a casa de Kauã “roubar”, porque já havia feito isso há cerca de um mês, quando levou R$ 50,00 que estavam escondidos em um pote da cozinha.

Nesta semana, quando chegou, viu o menino na porta, comendo pão e maça e foi recebido com carinho. “Ele me ofereceu, eu comi e depois ele disse que se eu quisesse mais, podia entrar e pegar”, lembra.

Antes, o adolescente ainda advertiu o menino que a mãe da criança poderia chegar e achar ruim, mas Kauã respondeu que ela só voltaria “depois do filminho que passa na televisão à tarde”.

Mais seguro, o rapaz entrou e passou a revirar tudo dentro da casa, em busca de algo de valor. Kauã percebeu e começou a gritar. Esperto, o menino ainda tentou envenenar o agressor com inseticida, mas fraco diante do rapaz forte, de 1,75 metro, perdeu a disputa.

Nervoso, o adolescente tentou então imobilizar a criança. Ele garante que não usou o veneno contra o menino. Diz que conseguiu amordaçar a criança com uma camiseta e, ao tentar amarrar as mãos, pressionou com força o pescoço do garoto. A versão se confirma pelos dados da perícia, que apontam morte por asfixia mecânica.

Mesmo assim, o adolescente garante ter deixado o menino vivo e detalha sem remorso aparente: “Ele não estava morto. Eu vi lágrimas nos olhos dele”.

Quando voltou para a casa da mãe, onde mora com Eliane, o adolescente contou tudo para a namorada, mas afirma que só ficou sabendo da morte pela televisão. “Fiquei desesperado e fui contar para minha mãe e meu irmão. Daí pedi para a minha namorada continuar acompanhando pela televisão”.

A mãe teve então a ideia de antecipar a viagem do adolescente, que já planejava se mudar para Campinas e pediu a ele que embarcasse ainda na sexta-feira, um dia após o assassinato.

A Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente já monitorava a família e solicitou à delegacia de Bataguassu que fizesse a prisão ontem.

Sobre Aparecida Galube,mãe de Kauã,o adolescente comenta que sabe que nunca será perdoado. “Eu tenho de pedir perdão para ela,mas eu sei que ela nunca vai me perdoar porque ele não vai voltar”.

Além do adolescente, a namorada também será indiciada como co-autora do latrocínio, roubo seguido de morte.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)