Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/12/2004 13:06

Adoção para quem têm família deve ser última opção

Agência Câmara

A garantia de que as crianças brasileiras possam permanecer junto às suas famílias de origem em vez de serem encaminhadas a abrigos para adoção é um dos principais pontos debatidos pela comissão especial que analisa o projeto da Lei Nacional da Adoção (PL 1756/03), de autoria do deputado João Matos (PMDB-SC).
A Comissão recebeu, contra o texto, considerado polêmico, moções de protestos e cartas com críticas de entidades que lidam com crianças que aguardam adoção. Promotores públicos e entidades alegam que o projeto deve colocar a adoção como última alternativa para menores que têm familiares, incentivando a criação de políticas públicas que ajudem famílias mais pobres, por exemplo, a manter seus filhos.

Mudanças no texto
A presidente da Comissão, deputada Maria do Rosário (PT-RS), disse que as polêmicas são naturais devido à complexidade da matéria. Ela destacou que, como o projeto ainda está em tramitação, há espaço para aperfeiçoar o texto. "São naturais essas ponderações favoráveis e contrárias", avaliou Maria do Rosário, lembrando que a relatora da proposta, deputada Teté Bezerra (PMDB-MT), terá a possibilidade de fazer modificações. "Tenho certeza que a deputada será sensível a essas ponderações, principalmente dos agentes que estão no atendimento direto de crianças e adolescentes nos abrigos. É uma área muito sensível, nós precisamos trabalhar com o direito à família como um direito fundamental da criança, mas a primeira família a que a criança tem direito é a natural", concluiu a parlamentar.

Na próxima quarta-feira (8), a Comissão Especial que discute a Lei Nacional de Adoção reúne-se para elaborar um novo cronograma de atividades. De acordo com a presidente da Comissão, mesmo durante o recesso parlamentar, a intenção é continuar ouvindo os setores envolvidos, em visitas a alguns estados.

Reportagem - Tatiana Azevedo
Edição - Simone Ravazzolli

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)