Cassilândia, Domingo, 22 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

15/07/2005 10:15

Adjunto ocupará interinamente direção-geral da Abin

Cecília Jorge/ABr

A exoneração do diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Mauro Marcelo de Lima e Silva, foi publicada hoje (15) no Diário Oficial da União. A exoneração a pedido do ex-diretor foi assinada pelo presidente em exercício José Alencar. O cargo será ocupado interinamente pelo atual diretor-geral adjunto, José Milton.

De acordo com nota do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, o delegado Mauro Marcelo alegou razões pessoais ao pedir demissão. Em nota recente sobre o depoimento de um agente da Abin na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios, o delegado Mauro Marcelo se referiu aos parlamentares como "bestas feras" e à CPI como "picadeiro". O fato provocou reação dos integrantes da comissão, que pediram a demissão de Marcelo, como demonstração de que a opinião do delegado não é compartilhada pelo governo.

Em nota de esclarecimento divulgada na quarta-feira (13), a Abin defende que "ao usar a expressão ‘bestas feras’ no seu sentido figurado de desumano (Houaiss - dicionário eletrônico - Ed. Dez 2001) Marcelo buscou ilustrar a situação vivenciada pelo servidor que ficou exposto ao mundo pela mídia, sem que se considerasse a sua condição funcional e pessoal e, nesse sentido, usou a expressão ‘no picadeiro’".

A nota explica que profissionais de Inteligência, ao desempenharem suas atividades, necessitam ter a garantia de que suas identidades sejam preservadas do conhecimento geral. Por isso, a instituição afirma ter considerado inusitada a convocação do agente Edgar Lange, responsável por investigar denúncia de corrupção nos Correios, para depor na CPI. "Os servidores da Abin nem mesmo cogitavam a hipótese de que Edgar Lange fosse ouvido em sessão pública", diz a nota.

A Abin explica ainda que ao usar essas expressões o diretor-geral teve o objetivo de levantar o moral e estimular a união da equipe. "Em nenhum momento houve a intenção de atingir a imagem dos parlamentares que compõem a CPMI ou o Congresso Nacional", diz a nota.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Outubro de 2017
Sábado, 21 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)