Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/07/2005 10:15

Adjunto ocupará interinamente direção-geral da Abin

Cecília Jorge/ABr

A exoneração do diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Mauro Marcelo de Lima e Silva, foi publicada hoje (15) no Diário Oficial da União. A exoneração a pedido do ex-diretor foi assinada pelo presidente em exercício José Alencar. O cargo será ocupado interinamente pelo atual diretor-geral adjunto, José Milton.

De acordo com nota do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, o delegado Mauro Marcelo alegou razões pessoais ao pedir demissão. Em nota recente sobre o depoimento de um agente da Abin na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios, o delegado Mauro Marcelo se referiu aos parlamentares como "bestas feras" e à CPI como "picadeiro". O fato provocou reação dos integrantes da comissão, que pediram a demissão de Marcelo, como demonstração de que a opinião do delegado não é compartilhada pelo governo.

Em nota de esclarecimento divulgada na quarta-feira (13), a Abin defende que "ao usar a expressão ‘bestas feras’ no seu sentido figurado de desumano (Houaiss - dicionário eletrônico - Ed. Dez 2001) Marcelo buscou ilustrar a situação vivenciada pelo servidor que ficou exposto ao mundo pela mídia, sem que se considerasse a sua condição funcional e pessoal e, nesse sentido, usou a expressão ‘no picadeiro’".

A nota explica que profissionais de Inteligência, ao desempenharem suas atividades, necessitam ter a garantia de que suas identidades sejam preservadas do conhecimento geral. Por isso, a instituição afirma ter considerado inusitada a convocação do agente Edgar Lange, responsável por investigar denúncia de corrupção nos Correios, para depor na CPI. "Os servidores da Abin nem mesmo cogitavam a hipótese de que Edgar Lange fosse ouvido em sessão pública", diz a nota.

A Abin explica ainda que ao usar essas expressões o diretor-geral teve o objetivo de levantar o moral e estimular a união da equipe. "Em nenhum momento houve a intenção de atingir a imagem dos parlamentares que compõem a CPMI ou o Congresso Nacional", diz a nota.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)