Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

04/12/2008 20:33

Adib Jatene defende exame da ordem para medicina

Amanda Cieglinski , ABr

Brasília - O ex-ministro da Saúde, Adib Jatene, que presidiu a comissão do Ministério da Educação responsável por supervisionar a qualidade dos cursos de medicina, defendeu hoje a criação de um provão para ser aplicado aos estudantes no final do curso.

A avaliação seria semelhante ao exame da Ordem dos Advogados do Brasil que é obrigatório para o exercício da advocacia.

“A escola que prepara mal dá o diploma e os Conselhos Regionais de Medicina funcionam como cartório. Registram o diploma e dão a carteira profissional autorizando o exercício. Isso precisa ser corrigido”, defendeu.

Ele argumentou que nos Estados Unidos, desde o início do século 20, os alunos são submetidos a um exame obrigatório para o exercício da profissão.

“Aqui no Brasil esse problema já vem sendo discutido há muito tempo. Em 1988 isso foi proposto, mas houve uma grande reação por parte dos alunos e dos sindicatos. Passaram-se quase 20 anos e aos poucos vai se consolidando a idéia de que é preciso esse exame. Tanto que em São Paulo, por exemplo, já há vários anos se faz uma avaliação não-oficial que tem resultados insatisfatórios. Na última edição, 61% dos alunos não se saíram bem”, explica Jatene.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que não cabe à pasta avaliar a necessidade dessa medida. “O MEC não regula exercício profissional, mas formação. Nosso assunto é zelar pela qualidade da educação até a expedição do diploma”, afirmou.

Na opinião de Haddad, o ideal é criar formas mais rigorosas de atuação do ministério para garantir que o médico formado tenha condições de exercer a profissão. No caso da decisão por um exame, Haddad defende que seria preciso pensar em um modelo para a prova que pudesse de fato avaliar a qualidade da formação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)