Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/02/2005 14:15

Adesão a acordo salarial na PM já é de 83%, diz governo

Campo Grande News

O secretário estadual de Gestão, Ronaldo Franco, informou há pouco que a adesão ao acordo salarial proposto pelo governo à Polícia Militar e Corpo de Bombeiro já tem adesão de 83% da categoria. Entre os PMs, o número é de 77% e nos bombeiros chega a 92%.
A adesão pode ocorrer em qualquer momento, explica o secretário para acrescentar que não haverá prorrogação de prazo, mas que o esforço será para atender, preferencialmente, aqueles que assinaram o termo até 31 de janeiro. Para eles, segundo Franco, o governo vai pagar em 10 de março, incluído no salário de fevereiro.
Para que o acordo tenha validade, o termo precisa ser homologado pela Justiça. Pelo documento, os militares desistem de ação judicial que pede a inclusão no salário de gratificações. O governo decidiu atender a reivindicação em parte. Paga as gratificações a partir de agora e os militares abrem mão dos atrasados.
A inclusão será feita gradativamente até janeiro de 2006. A conta para o governo será de R$ 7 milhões na folha que hoje chega em torno dos R$ 10 milhões de salários para Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.
A diferença entre os números da associação da Polícia Militar, que fala que só 50% da categoria aderiram ao acordo, e do governo, segundo Ronaldo Franco, está no fato de que nem todos os militares são filiados a entidade. “O número, que eles divulgam, deve ser em relação aos associados”, imagina o secretário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)