Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/10/2016 15:01

Acusado de ser fantasma, Trad quer investigar contratados na Assembleia

Leonardo Rocha, Campo Grande News

O deputado estadual e candidato a prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), prometeu apresentar amanhã (06), pedido de abertura de CPI para investigar as contratações na Assembleia. Ele resolveu propor esta apuração, depois que foi acusado de ser servidor "fantasma" do legislativo.

Marquinhos já requisitou uma lista com todos os servidores contratados da Assembleia, de 1986 até este ano, assim como do TCE (Tribunal de Contas Estadual), para fazer "cruzamentos de dados". Além disto, prometeu apresentar na sessão da quinta-feira (06), o pedido de abertura de CPI, para investigar eventuais irregularidades.

A bancada estadual do PT avisou que vai assinar o documento. Os deputados Rinaldo Modesto (PSDB), líder do Governo, e Beto Pereira (PSDB) também prometer apoiar a CPI. "Quem não deve, não teme. Se ele apresentar o pedido, nós vamos assinar, sem problemas", disse Beto. São necessárias oito assinaturas, o que corresponde a um terço dos deputados, para que a comissão seja aberta.

Acusação - O tema, funcionários fantasmas na Assembléia Legislativa, entrou em pauta, quando o candidato derrotado a prefeito, Athayde Nery (PPS), acusou Marquinhos Trad (PSD) de ser "funcionário fantasma" da Assembleia, já que no mesmo período que foi nomeado no gabinete do seu pai, NelsonTrad, estava estudando no Rio de Janeiro.

Marquinhos diz que fez levantamento e tem as "fichas" que comprovam sua presença na Assembleia, durante o tempo que exerceu o cargo. "Tenho tudo assinado e regularizado, o que afasta qualquer suspeita de fantasma, mas como me acusaram, agora quero investigar para saber quem eram os fantasmas".

Ele garante que no período em que exerce outras funções, como secretário da Prefeitura de Campo Grande, vereador e deputado estadual, pediu afastamento do cargo de servidor da Assembléia Legislativa. "Não há irregularidade, nunca recebi dois salários, tanto que o MPE (Ministério Público Estadual) por duas vezes arquivou a denúncia sobre isto".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)