Cassilândia, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

04/12/2007 07:05

Acusado de matar ex-namorada diz que foi acidente

TJGO

“Não tinha a intenção de matá-la. Sonhava em me casar com ela e ter fillhos”. Com essas palavras o cabelereiro e guarda patrimonial Graciano Gomes Lourenço admitiu hoje (3), durante interrogatório presidido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, a responsabilidade pela morte de sua ex- namorada, a estudante de enfermagem Juliana de Fátima Carvalho, de 19 anos. O crime ocorreu por volta das 12h40 do dia 6 deste mês, em frente à Universidade Paulista (Unip), na BR-153, onde ela cursava Enfermagem.

De acordo com Graciano, os dois tiros que atingiram a vítima foram acidentais. “Eu usei a arma apenas para intimidá-la e convencê-la a entrar no carro para conversarmos. Mas ela se exaltou, puxou o cano e o revolver disparou”, relatou, contando que ao perceber que Juliana fora atingida duas vezes, apontou a arma para a própria cabeça e atirou, por três vezes seguidas, sem contudo conseguir se matar, uma vez que o revólver lencou.

Ainda durante o interrogatório, Graciano disse que a discussão começou porque ele queria que a estudante contasse à própria família que a namoro tinha acabado em razão de traição dela. “O irmão dela passava perto do meu salão e me olhava atravessado. Eu queria esclarecer tudo”, comentou. O cabelereiro afirmou que estava, inclusive, disposto a perdoar a traição e retomar o namoro, pois amava a vítima. “Até hoje não acredito que ela esteja morta. Nunca me imaginei usando uma algema, muito menos por causa da morte dela”, comentou chorando. Graciano disse ser pessoa honesta, trabalhadora e nunca ter respondido a processo por qualquer crime. Não soube, contudo, dizer o nome de quem lhe vendeu o revólver que usou no dia do crime, informando apenas que o adquiriu por 300 reais com o objetivo de se proteger de ladrões que estavam cometendo furtos nas imediações de seu salão.

Caso

Segundo a denúncia, Graciano e Juliana namoraram por cerca de dois meses. Após o rompimento do relacionamento, pela vítima, Graciano ficou inconformado e passou a ameaçá-la de morte, bem como a família dela. No dia do fato, o cabeleleiro abordou Juliana quando ela deixava a universidade, e a puxou pelo braço na tentativa de colocá-la à força em seu carro. Ainda de acordo com o MP, para intimidar a estudante, o Graciano disparou um tiro em direção aos pés dela, o que a fez entrar no veículo.

Pouco depois, ao conseguir deixar o carro, a vítima foi agredida com dois chutes dados pelo cabeleleiro, que a agarrou enquanto ela tentava entrar em um ônibus. Conforme a promotoria, Graciano atirou na nuca de Juliana e em seguida na testa, sem que a estudante pudesse esboçar qualquer reação. No interrogatório, ele negou que ela tenha entrado no carro e também as agressões. Disse sofrer de disrritmia cerebral que o obriga a tomar remédios controlados há cerca de quatro anos.(Patrícia Papini)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 21 de Novembro de 2017
Segunda, 20 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)