Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

01/04/2009 07:55

Acusado de mandar matar a ex-mulher tem habeas negado

STF

Por maioria de votos, os ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram Habeas Corpus (HC 97217) para o gestor esportivo goiano A.S.F., acusado de mandar matar a ex-mulher em Aparecida de Goiânia. Preso preventivamente, ele pedia para aguardar o julgamento em liberdade.

A defesa alegava que o acusado sofre constrangimento ilegal, uma vez que o decreto de prisão preventiva não estaria baseado em fatos concretos, implicando em verdadeira condenação antecipada. O argumento foi acolhido pelo relator, ministro Marco Aurélio.

Os fundamentos apontados pelo juiz ao determinar a prisão preventiva – a presunção de que o acusado poderia coagir as testemunhas para deporem a seu favor, além da gravidade do crime e a situação do acusado, que não possui emprego fixo –, não podem embasar um decreto de prisão, disse o relator. O decreto deve estar calcado em fatos concretos, não em presunções, concluiu o ministro ao votar pelo deferimento do habeas.

Divergência

Os demais ministros, contudo, negaram o pedido, uma vez que o decreto de prisão preventiva estaria bem fundamentado. Primeiro a discordar do relator, o ministro Menezes Direito disse que a situação foi bem narrada na denúncia apresentada pelo Ministério Público. O juiz que determinou a prisão embasou sua decisão na possibilidade de o acusado influenciar testemunhas – interferindo na instrução penal – e na possibilidade de fuga, o que poderia por em risco a aplicação da lei penal, explicou o ministro.

De acordo com o ministro Menezes Direito, consta dos autos que A.S.F. foi casado por cerca de quatro anos com a vítima. Inconformado com a separação, teria contratado um assassino, que teria violentado sexualmente e depois asfixiado a vítima até a morte. Na sequência, teria ateado fogo ao corpo, com o objetivo de ocultar o cadáver.

O voto do ministro Menezes Direito foi acompanhado pelos demais integrantes da Turma presentes à sessão desta terça-feira (31).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)