Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/09/2015 17:45

Acusado de estuprar estudantes, professor teve filho com aluna

Mariana Rodrigues, Campo Grande News

O professor suspeito de estupro de vulnerável de duas alunas em Paranaíba - distante 422 quilômetros de Campo Grande, teve um filho que agora está com 20 anos, com uma ex-aluna que na época tinha 14 anos, segundo informou a delegada titular da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), Eva Maira Cogo da Silva.

Conforme informações da delegada, a ex-aluna estudava na mesma escola onde o professor lecionava na época em Paranaíba, já que antes de ser preso ele dava aulas em uma escola no distrito do município. "No decorrer das investigações dos outros dois casos, nós ficamos sabendo desse filho que ele teve com a aluna quando ele dava aulas em Paranaíba", afirmou a delegada.

A titular da DAM não soube informar se o professor possui algum tipo de contato com o filho de 20 anos ou com a mãe dele atualmente, já que na época do relacionamento ele era casado.

Ainda no decorrer das investigações, a polícia chegou a aproximadamente outras oito denúncias contra o professor, sendo que duas são por estupro de vulnerável e as outras seis por assédio que envolve adolescentes. Questionado sobre as denúncias, a delegada comenta que o professor foi orientado pelos advogados a permanecer calado e só falar em juízo.

Caso - As investigações começaram após a mãe de uma menina de 9 anos procurar a polícia, há mais de um mês, denunciando o professor por estupro de vulnerável. A menina disse que o mesmo passou as mãos em suas partes íntimas e ainda pediu para que a criança fizesse o mesmo nele.

Os investigadores descobriram que há tempos o professor apresentava comportamento inadequado com as alunas. Outras pessoas relataram investidas com conotação sexual contra adolescentes e uma garota de 12 anos disse que o homem passou a mão em seu seio.

O suspeito foi preso na madrugada de segunda-feira (14). Ele estava escondido dentro do banheiro de uma igreja. O professor foi conduzido até uma das celas da 1ª Delegacia da Polícia Civil de Paranaíba onde permanece até o momento.

 

Matéria de autoria do Campo Grande News

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)