Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/07/2014 13:20

Acostumado com revolta há 15 anos, agente diz que foi 1ª agressão

Campo Grande News

Há 15 anos trabalhando como fiscal da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Cleomar Campos, 43 anos, jamais havia sido agredido enquanto cumpria a função nas ruas de Campo Grande. Ontem (8), ele foi alvo de um ataque de fúria de E. F. B. M. B., 21 anos.

Enquanto notificava o veículo do jovem que havia estacionado sem acionar o serviço de parquímetro, Campos foi atingido com um soco no rosto e mesmo caído, levou vários chutes na cabeça. Após a confusão, o autor foi detido pela Guarda Municipal e preso Pela Polícia Militar.

Ele afirmou estar habituado a receber reclamações por parte dos motoristas, e que já esteve envolvido em duas situações de estresse, mas que em nenhuma delas chegou às vias de fato. Um caso ocorreu em 2005, quando multou um condutor 'problemático' que estacionou irregularmente sua camionete na área central da cidade.

“O cidadão já havia agredido outro agente meses antes. Ele me ofendeu e enquanto eu tentava reter seu veículo, passou por cima da moto da Agetran que eu usava para trabalhar. Felizmente nada de mais grave aconteceu”, comentou. Posteriormente, em outro caso, foi ofendido publicamente por um homem que ele havia repreendido meses antes.

“Ele me ofendeu com todos os palavrões possíveis, inclusive com ofensas raciais. Foi uma grande confusão que acabou na delegacia. O acusado pagou pelo que fez e depois acabamos nos entendendo. Descobri depois que o acesso de fúria dele foi por causa de uma orientação que fiz enquanto ele estava estacionado em uma área para táxis. O homem se sentiu constrangido porque levou uma bronca em frente da nova namorada”.

Caso de ontem - Cleomar contou que, a pedido do Ministério Público, estava fiscalizando o trânsito na região da Central da Atendimento ao Cidadão da Prefeitura, localizada no centro da Capital. Ele alega durante trajeto pela Rua Arthur Jorge, viu o carro de E. sem o parquímetro.

“Quando eu notei a irregularidade e comecei a preencher o formulário da infração, E. apareceu do nada, furioso, e começou a me ameaçar. Em momento algum ele quis conversar. Suas atitudes foram truculentas do início ao fim”, comentou.

Ambos discutiram e E. tentou retirar o talão das mãos do agente que se defendeu, mas acabou agredido. Na confusão, um bombeiro tentou intervir e também apanhou do rapaz. A briga acabou dentro do prédio da Central do Cidadão. “Quando tomei o soco eu caí, e senti que comecei a levar chutes na cabeça. Aí então eu desmaiei e só acordei depois”, relata.

Apesar do susto, ele conta que não está abalado com a situação e que só não trabalhou nesta quarta-feira (9), pois precisou ser submetido a uma série de exames médicos. “Senti dor no rosto, onde levei o soco, somente na hora. Depois passou. Estou calmo e pronto para voltar às atividades, sem medo”.

Paciência – O agente aproveitou a oportunidade para comentar que os fiscais da Agetran apenas cumprem o que determina a legislação, e que a intenção deles nunca é ferrar os condutores, por isso, pede paciência ao cidadão. Ele ainda reforça que, na maioria dos casos, os fiscais ouvem as reclamações dos motoristas e fazem o possível para compreender a situação.

“Antes de multarmos ou notificarmos, a gente sempre tenta orientar os motoristas. Muitos sabem que estão errados e tentam conversar de maneira educada, e a gente sempre respeita, mas muitos não são assim, infelizmente. É preciso saber que a gente tenta punir apenas quem está errado”, concluiu.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)