Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/06/2009 14:26

Acordo pode viabilizar votação da reforma eleitoral

Agência Câmara

Um acordo entre os líderes partidários na Câmara pode permitir a votação, ainda neste mês, de um projeto alterando as regras para as eleições de 2010. O conjunto de mudanças, sistematizado pelo deputado Flávio Dino (PCdoB-MA), inclui a regulamentação da pré-campanha, a liberação do uso da internet nas campanhas e a definição de critérios para a realização de debates transmitidos pelo rádio ou TV. Para valer nas próximas eleições, as mudanças devem ser aprovadas pelo Congresso Nacional até setembro.

"A idéia é acabar com os vazios que acabam sendo regulamentados pelo Tribunal Superior Eleitoral, permitindo que o Congresso retome a direção das mudanças na Lei Eleitoral, que é sua prerrogativa", afirmou o deputado Flávio Dino (PCdoB-MA). Uma comissão foi formada nesta quinta-feira para elaborar o texto final do projeto, que deverá ser votado em Plenário na terceira semana deste mês. Os integrantes da comissão terão até terça-feira (9) para apresentar sugestões.

Financiamento e propaganda
Depois disso, a comissão iniciará a discussão sobre o financiamento público de campanha - outro dos temas que serão avaliados pela comissão. A intenção do governo é discutir uma proposta de financiamento público de campanha sem lista fechada, mas o líder do DEM, Ronaldo Caiado (GO), já anunciou, que seu partido é contra essa proposta. Para ele, o financiamento público só pode ser aprovado se estiver vinculado à lista fechada. "Ao desvincular uma coisa da outra, o governo matou a reforma política. O que está em discussão são remendinhos, nada substantivo", declarou.

A proposta de Flávio Dino proíbe as empresas de financiar campanhas. Já as pessoas físicas estariam autorizadas a investir recursos, mas com um teto relacionado a sua renda bruta. Partidos e candidatos passariam a ser obrigados a divulgar, semanalmente, relatórios discriminando os recursos recebidos. O texto também aumenta o controle dos gastos de campanha por parte da Justiça Eleitoral e criminaliza duas práticas ilegais - o caixa dois e o financiamento ilegal de campanha.

Em relação à propaganda eleitoral, a proposta de Flávio Dino consolida em lei resoluções recentes do TSE que ainda não estão claramente expressas na legislação. Entre elas, as regras relativas ao uso de placas e à realização de carreatas e caminhadas na véspera de eleição. O texto do deputado também regulamenta a pré-campanha eleitoral e libera as prévias partidárias e a propaganda via internet de modo universal.

Congresso revisor
Há ainda a possibilidade de a comissão buscar acordo para a convocação de um congresso revisor em 2011, com deputados eleitos em 2010. Segundo o líder do Governo, Henrique Fontana (PT-RS), ficariam para essa etapa os pontos que não tiverem consenso nesta legislatura. Essa alternativa une parte dos partidos da base aliada ao governo e supostamente permitiria que as mudanças na legislação política sejam feitas com mais facilidade. O DEM, no entanto, também já se manifestou contrariamente.

Notícias relacionadas:
Base aliada quer Congresso Revisor para mudar sistema político
Urgência para lista fechada divide partidos na Câmara
Pesquisa aponta apoio a financiamento público e janela partidária
Frente popular fecha propostas para reforma política
Deputados querem priorizar lista fechada e financiamento público


Reportagem - Rodrigo Bittar
Edição - Paulo Cesar Santos

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)