Cassilândia, Sábado, 19 de Outubro de 2019

Últimas Notícias

01/10/2019 20:00

Ação integrada prende quatro funcionários de fazenda por incêndio criminoso

Governo de MT

 

Quatro pessoas foram detidas em uma operação conjunta da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar desencadeada no sábado (28.09), com objetivo de combater incêndios criminosos ocorridos no município de Santa Terezinha (1.312 km a Nordeste de Cuiabá).

A operação foi deflagrada depois que as forças de segurança da região receberam várias denúncias de que a Fazenda Ouro Branco, também conhecida como “Araguaia”, vinha provocando incêndios criminosos com intuito de limpar a área da propriedade, para novo plantio. Depois de queimada a área, um avião joga sementes na propriedade para fazer a plantação.

Com base nas informações, as equipes da Polícia Civil e Militar passaram a monitorar na região, descobrindo que no sábado (28), os funcionários da fazenda colocariam fogo no restante da área, que não queimou no incêndio causado no mês de agosto.

Em continuidade à ação, os policiais coordenados pelo delegado José Getúlio Daniel, cercaram a propriedade e conseguiram identificar e deter quatro funcionários da fazenda pelo crime ambiental de provocar incêndio, previsto no artigo 41, da Lei nº 9.605/98.

Na abordagem, os funcionários informaram que colocariam fogo na área a mando do dono da fazenda. Com eles, os policiais apreenderam quatro isqueiros, uma mangueira preta, um galão de 20 litros contendo óleo diesel e um capucho, utilizado para colocar fogo na vegetação.

Próximo ao local, havia 18 posseiros munidos de bomba costal cheia de água para apagar o fogo, caso o incêndio se alastrasse para as suas terras, causando maior prejuízo aos moradores, queimando pequenas áreas de terra.

Os quatro suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Santa Terezinha onde, após interrogados, foi lavrado o flagrante e arbitrada a fiança. Depois do recolhimento do valor, os quatro funcionários responderão pelo crime em liberdade. Segundo o delegado José Getúlio, as investigações continuam para identificar outros envolvidos nesse tipo de crime.

“Que a ação sirva de exemplo para os demais, pois provocar incêndio sem a autorização de órgãos competentes é crime, seja em área urbana ou rural. A Polícia Civil está de olho em quem anda cometendo esses crimes de grande gravidade ao meio ambiente”, destacou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 19 de Outubro de 2019
Sexta, 18 de Outubro de 2019
09:00
Santo do Dia
Quinta, 17 de Outubro de 2019
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)